Impasse em renovação de Tite tem jeito de armadilha

Leia o post original por Perrone

Uma parte da diretoria corintiana passou o Brasileiro defendendo a dispensa de Tite, mesmo em caso de título.

E a fórmula sugerida era oferecer um reajuste mínimo na renovação. Seria grande a chance de o treinador recusar a oferta e pedir para sair.

Tite se antecipou e espalhou que não seria exigente. Parecia vacinado contra armadilhas. Mas algo deu errado.

E a maneira como Andrés Sanchez fritou o técnico durante o programa “Bem Amigos” deixa a sensação de que Tite caiu numa arapuca armada para degolá-lo.

A declaração de Andrés sobre ser uma afronta ao país pagar R$ 700 mil a um técnico é um sinal de que a história esá mesmo mal contada. E gastar os tubos com Tevez não seria uma afronta? E Andrés não esperava gordos pedidos de aumento após pintar o Corinthians como o mais rico do Brasil?