Arquivo da categoria: 2012

O dia que a Libertadores ganhou o Corinthians

Leia o post original por Rica Perrone

Era um 4 de julho onde São Paulo não trabalhou.  A terra que nunca para, parou.  E mesmo os mais apaixonados rivais sabiam que dali não passaria. Era, portanto, o dia. Não havia qualquer movimento na cidade que não remetesse ao jogo. Havia Corinthians, Boca e o resto da cidade toda era figuração. A América …

Qual é melhor, o time do Corinthians de 2012 ou de 2013?

Leia o post original por Mion

Caso fique no Timão (a Inter de Milão quer contratá-lo), Tite terá que reiventar um Timão campeoníssimo.

Caso fique no Timão (a Inter de Milão quer contratá-lo), Tite terá que reiventar um Timão campeoníssimo.

       A resposta para esta pergunta é simples: o de 2012. O futebol me deu muitas lições para a vida e uma delas, não existe futuro, o passado pode servir de alicerce, vale mesmo o presente. E hoje o Corinthians é campeão Brasileiro, da Libertadores e do Mundo, graças ao time de 2012. Logo não há discussão. Qualquer outra argumentação perde sustentação porque é baseada em suposição, possibilidades ou informações. Estou escrevendo sobre este comparativo porque alguns veículos de comunicação debateram o assunto.

E fiquei surpreso porque a maioria aponta o time deste ano como superior porque contratou a estrela Alexandre Pato, o firme zagueiro Gil, Renato Augusto, Romarinho após se adaptar ao clube conseguiu render seu verdadeiro futebol. Em contrapartida, esquecem que do obstáculo de ser uma equipe bem conhecida e mais previsível. Qualquer time já sabe a esquematização de Tite, o perfil de cada jogador, e isso dificulta o fator surpresa grande arma de 2012. Antes até sabiam de certos aspectos táticos, entretanto assimilar e desenvolver um sistema para neutralizar, superar o Timão não se consegue em pouco tempo, o conjunto corinthiano chegou perto da perfeição, tanto tática quanto técnica.

Com isso não quero dizer que o atual time não tenha condições de repetir a façanha de 2012. Possui potencial porque a base foi mantida. Outros reforços poderão vir e Tite tem tempo de reciclar e surpreender com novas jogadas ensaiadas ou variações táticas. Agora se acontecerá ou não só o tempo dirá. Por isso por enquanto o time de 2012 é intocável e o melhor. Já jogou, ganhou e provou que no ano passado conquistou a condição de melhor do Mundo. O Atual terá que ralar e para superar ou pelo menos fazer igual. Só vitórias e títulos darão espaço para comparativos.

Santos dobra superávit em 2012, mas receita com bilheteria cai mais de R$ 20 milhões

Leia o post original por Perrone

A diretoria do Santos fechou o balanço financeiro de 2012 com um superávit de R$ 14.590.000, quase o dobro dos R$ 7.393.000 registrados em 2011.

Apesar do salto, o documento, ao qual o blog teve acesso, mostra uma vertiginosa queda nos valores gerados pelos jogos do time. No ano passado, a venda de ingressos colocou nos cofres R$ 17,4 milhões, R$ 20,8 milhões a menos do que os R$ 38,2 milhões obtidos em 2011. A bilheteria das partidas correspondeu apenas a 9% da receita obtida no ano.

Os números oficiais do clube mostram ainda que a receita total na temporada passada foi de R$ 197,8 milhões, contra R$ 189,1 milhões no ano anterior.

A dívida caiu R$ 43,1 milhões nos últimos 12 meses, ou 20,87%, segundo o relatório feito pela diretoria. Mas a situação ainda está longe de ser confortável. O débito é de R$ 259,7 milhões em conta que considera também o valor incluído na Timemania. A dívida supera a registrada pelo rival Corinthians ao final de 2012: R$ 177.057.000.

A maior parte da receita (45%) do Santos em 2012 veio dos direitos de TV: R$ 89,3 milhões contra R$ 50,3 milhões de patrocínio e R$ 27,3 milhões com venda de atletas

Criticado pela oposição por supostamente gastar muito, o Santos anotou despesas de R$ 183,2 milhões em 2012.  O gasto em 2011 foi de R$ 181,7 milhões.

O balanço santista compara resultados da última temporada com dados colecionados desde 2009, último ano da administração de Marcelo Teixeira. É uma forma do grupo de Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro se defender da oposição, que faz campanha para reprovar a prestação de contas.

A comparação mostra, por exemplo, que em 2009 o Santos arrecadou R$ 17,8 milhões com patrocínios. Sob a batuta de  Laor, as receitas com patrocinadores foram de R$ 29,9 milhões em 2010, R$  42 milhões em  2011 e R$  50,3 milhões no ano passado.

Já as despesas saltaram de R$ 116,9 do último mandato de Marcelo Teixeira para R$ 183,2 em 2012, segundo o balanço.

Com promessa de barulho por parte da oposição, as contas do último exercício serão votadas nesta segunda pelo Consleho Deliberativo.

Com este título mundial o Corinthians agora ampliará sua vantagem sobre o Flamengo na liderança da maior torcida do Brasil?

Leia o post original por Milton Neves

Corinthians e Flamengo brigam há anos pelo título de “maior torcida do Brasil”!

O Datafolha, ANTES da decisão de hoje do Mundial no Japão, apontou empate entre os dois líderes e com forte tendência de crescimento da Fiel Torcida e de diminuição e estagnação dos apaixonados pela Nação Rubro Negra.

Tudo reflexo de um Corinthians moderno pós- Andrés Sanches e Ronaldo Fenômeno e de um Flamengo perdedor, endividado, coadjuvante e pessimamente dirigido nos últimos anos.

E o título sensacional – no qual eu não acreditava – do bi do mundo obtido hoje no Japão irá desequilibrar ainda mais a briga entre Flamengo e Corinthians?

E com a vantagem corintiana de ter o grosso de sua torcida no estado mais rico da federação que é São Paulo.

E isso faz o ” manto sagrado” do Timão ser o mais caro e rentável para os patrocinadores de camisas de time de futebol do Brasil.

Opine e o melhor comentário ganhará esta camisa EXCLUSIVA do nosso blog obtida junto à loja Poderoso Timão.

Camisa já comemorativa do bicampeonato mundial do Corinthians.

 

À espera de um plano para 2013…

Leia o post original por Odir Cunha

Promoção de Natal

Este blog está com uma Promoção de Natal única, que envolve todos os livros de sua livraria virtual. Além de presentes duradouros e relativamente baratos, os livros preservam a história – e os santistas sabem muito bem como isso é importante.
Entre as obras ofertadas estão os três livros do Centenário do Santos; o Dossiê pela Unificação dos Títulos Brasileiros a partir de 1959; os dois que falam dos títulos mundiais de 1962 e 63; Pedrinho escolheu um time; Sonhos mais que possíveis, com histórias de superação de atletas olímpicos, e O barqueiro de Paraty, romance dedicado à vida simples pregada pelo fisósofo Epicteto.
Para mim, livros nunca representaram despesa, e sim investimento. Além do prazer duradouro de lê-los, eles nos trazem o conhecimento essencial para analisar os fatos da maneira mais isenta possível.

Com tantas informações desanimadoras, acho que a única coisa que o santista quer nesse final de ano é ouvir os planos da diretoria para a próxima temporada. Basicamente o torcedor quer saber como será o time e quais suas pretensões em 2013. O tetra Paulista? A luta pelo título brasileiro?

É sempre bom ouvir planos, mesmo que no fundo não acreditemos muito neles. Planos, projetos, trazem esperança, e ao menos a ela o santista tem direito. Mas o marasmo está assustador…

Está mais do que evidente que a lua de mel entre a diretoria e o técnico Muricy Ramalho terminou faz tempo. É como um casal em que a mulher não abandona o lar para não perder a pensão, e o marido não dá o fora para não perder a guarda dos filhos. Então, ambos vão empurrando com a barriga.

O Santos não tem dinheiro para contratar nem o William José e continua pagando mais de 700 mil pilas por mês para um técnico aposentado que ao invés de pijama veste o agasalho do time.

Eu? Continuo à espera das respostas do Alvaro de Souza. A assessoria de imprensa já me garantiu que elas virão, mas não precisou quando. Afinal, o Santos viaja em céu de brigadeiro se comparado a outras empresas aconselhadas por Souza (a Gol, por exemplo, atravessa uma tremenda nuvem negra…).

Ficamos assim. Não temos nada de realmente novo. Só nos resta torcer, do jeito que cada um quiser e para quem quiser. Sem o Santos, o futebol se torna vazio e os times, apátridas, não significam nada.

E você, que notícia boa espera para 2013?

Seleção do Blog do Mion não tem Neymar

Leia o post original por Mion

A Série A está terminando, jornalistas e torcedores têm a sua seleção do Brasileirão 2012. Cada um com a sua ótica e percepção. Já de cara vou justificar o descarte de Neymar. Para entrar na seleção entendo que o jogador precisa participar acima de 50% da disputa. Em virtude da seleção brasileira e suspensões a joia não chegará a completar nem 20 jogos pelo Santos das 38 rodadas. A condição de maior craque do futebol brasileiro é incontestável, Neymar está para o Brasil como Messi está para o futebol mundial: maior craque muitos degraus acima dos demais. Coloco Neymar como “hour concour”. Outro que poderia participar da escolha seria Deco do Flu, mas  usou mais o “chinelinho” do que esteve em campo.

Começando a seleção, é lógico partindo de uma análise do campeonato inteiro e não apenas das últimas 10 ou 15 rodadas. Muitas vezes a memória é curta.

 

TÉCNICO – Rigorosamente empatados Abel Braga e Vanderlei Luxemburgo. Os dois fizeram grandes trabalhos e formaram as equipes mais fortes em termos táticos. Tem que existir um desempate, então a conquista do título três rodadas antes de terminar o certame, justifica sem nenhum receio de errar. Abel Braga conquista a condição de melhor técnico do Brasileirão.

GOLEIRO – Diego Cavalieri fez dezenas defesas milagrosas em momentos cruciais. Talvez até possa ser considerado o melhor jogador do Brasileirão.

LATERAL-DIREITO – Marcos Rocha do Atlético Mineiro comprovou força, marcação e capacidade técnica em apoiar. Consegue equilibrar de maneira competente marcação e apoio.

ZAGUEIRO-CENTRAL – Gum do Fluminense amadureceu barbaridade. É o xerifão. Aos 26 anos conquistou o bicampeonato, em 2010 também estava na campanha do Brasileirão. Forte, firme, líder e seguro nas coberturas.

QUARTO-ZAGUEIRO- Rever do Galo segue a linha de Gum. O mesmo perfil e praticamente imbatível por cima. É excelente tanto nas bolas rasteiras quanto no jogo aéreo.

LATERAL-ESQUERDO – Fábio Santos do Corinthians. A decisão foi difícil entre ele e Carlinhos. No apoio o tricolor é melhor, mas o conjunto de Fábio me fez decidir por ele. Marca com segurança e apoia confiante criando jogadas ofensivas.

MÉDIO-VOLANTE – Jean do Flu está entre os três melhores jogadores do Brasileirão. No clube carioca conseguiu melhorar principalmente a sua participação na armação de jogadas. Foi o verdadeiro maestro do clube carioca, responsável pelas saídas rápidas em busca de contra-ataques mortais.

MÉDIO-VOLANTE – Paulinho do Timão cresceu demais nos últimos meses. Além de melhorar as suas saídas de bola e criar mais, fez um ótimo campeonato. Para completar marcou 7 gols, marca significativa para um volante.

 MEIA-DIREITA – Andrezinho do Botafogo fez de tudo e é um dos responsáveis pela excelente campanha do Botafogo. Seedorf também poderia ser citado, mas André jogou mais partidas. Tem habilidade, criatividade, marca e termina o ano como um dos artilheiros do Fogão.

MEIA-ESQUERDA – Zé Roberto do Grêmio chegou e em poucos jogos deu um novo ritmo ao meio-de-campo gremista. A arrancada gaúcha nas últimas 10 rodadas tem muito haver com a sua presença. Veloz, habilidoso e decisivo com passes qualificados.

ATACANTE – Fred do Fluminense. O artilheiro do campeonato não pode ficar fora. Gosto mais de Barcos, mas o argentino deu azar de cair num time fraco e desmontado. Fred é decisivo, mas precisa da bola na cara do gol. Jean, Carlinhos, Thiago Neves e Welligton Nem trataram bem de fazer isso.

ATACANTE – Bernard do Atlético Mineiro é a grande revelação do Brasileirão. Jogou demais e comprovou talento e velocidade. Se analisarmos os números teve uma participação mais efetiva que Ronaldinho Gaúcho.

Como toda seleção tem que ter um banco de alto nível. Os cinco jogadores escolhidos podem ser titulares tranquilamente: Victor (Atlético Mineiro), Gilberto Silva (Grêmio), Arouca (Santos), Seedorf (Botafogo) e Barcos (Palmeiras)

 

 

Sidão empata com o “Apito Amigo” corintiano! Fábio entrega o ouro para o São Paulo! Péssimo empate para Galo e Grêmio!

Leia o post original por miltonneves

 

Atlético Mineiro 0 x 0 Grêmio

Galo e o Tricolor Gaúcho fizeram tudo que não poderiam fazer: empatar.

Já não era o suficiente  o Flu, que é um excelente time, ainda é ajudado jogo sim, jogo não.

E os dois times vacilam desta maneira!

Quarta-feira, diante do Flamengo,  é tudo ou nada para Clube Atlético Mineiro.

Qualquer outro resultado que não seja a vitória, vai ser mortal para o título nacional.

Clique aqui e veja a história do mais potente chute Sul-Minas

Botafogo 2 x 2 Corinthians
*    Seedorf (2)
*   Guerrero
*   Douglas

O Corinthians só para variar, empatou no “Apito Amigo” contra o combalido Botafogo, que vive só de “Seedorf”, este craque, deve repensar todos os dias a sua escolha pelo Glorioso.

O holandês desarmou o “apito corintiano” com dois golaços.

O segundo gol da agremiação do Parque São Jorge, na jogada que aconteceu a penalidade máxima (convertida por Douglas),  o argentino Martinez estava tão impedido que a  International Board deve se reunir nos próximos dias e proclamar a qualquer momento a mudança de nome da “linha de Impedimento” para “linha Corinthians, minha vida e minha história”.

O time de General Severiano está selando a sua participação na Copa Sul-Americana em 2013 e pelo jeito sem o “Sidão”, também conhecido como Seedorf e o Oswaldo de Oliveira, cujo  cachorro late a….u…..a….u….zzzzzzzZZZ!

E com esse negócio de mascotes para a Copa 2014, o nosso chargista oficial @cowboysl criou um bem a calhar ao escrete corintiano: o “Apitito”.

Conheça a carreira do corintiano artilheiro que fez mais de 1000 gols


São Paulo 1 x 0 Cruzeiro
*    Osvaldo

Tudo levava crer que seria um jogo modorrento finalizado por um OXO, o novo contratado, apresentado com pompas,  Ganso, estava brochado no intervalo.

Até o segundo tempo, quando o goleiro cruzeirense Fábio resolveu alegrar os mais de 40.000 são-paulinos do Morumbi “passando” a bola para a cabeçada de Osvaldo.

O azulão de Minas, já pode esquecer do G-4 e os são-paulinos precisam engrenar para beliscar uma vaguinha na Libertadores de 2013.

Veja fotos maravilhosa de outro jogador que deixou o Santos para jogar no São Paulo e não é o Pita

Atlético Goianiense 1 x 2 Flamengo

*Cleber Santana
* Liedson
* Joilson

Milagre em Goiás!

O Flamengo venceu o intempestivo Atlético, que conseguiu vencer o líder do Brasileirão fora de casa e perder para o “Flaquíssimo” em seu campo.

Sim, o Rubro negro continua fraco e ainda precisa provar muito.

Antes de Zico, ele foi considerado o maior jogador da história do rubro negro clique e conheça

Vasco 0 x 0 Ponte Preta

O time de São Januário não paga a conta de água, seus jogadores e funcionários não recebem salários e por milagre ainda está no G-4.

Mas saiba vascaíno, esta posição é temporária.

Ninguém resiste a uma crise destas.

Craque na bola parada, ainda faz a diferença no campo. Saiba quem é aqui

Outros resultados do Brasileirão:

Inter 3 x 1 Bahia

Sport 1 x 0 Coritiba

E , aí torcedor? O Corinthians foi ajudado no apito? E o Botafogo, chegará ao G-4 do Brasileirão? O São Paulo vai engrenar ?

Bahia 0 x 0 Corinthians – esqueceram de acender a chama!

Leia o post original por Yule Bisetto

Fala, Fiel!

Nada aconteceu no empate desta tarde diante do Bahia. Nem o gol, nem a vitória, nem a emoção.

O Coringão manteve-se invicto por mais uma rodada, é verdade. Talvez, tenha até conseguido subir alguma posição (ou não). O que não é, necessariamente, sinônimo de bom resultado pra quem quer chegar chegando na frente da tabela. Pelo contrário. Em jogo que se ganha na posse de bola, em que se criam oportunidades… não pode deixar passar dois pontos importantes.

De futebol, um comentário, por ora: não gostei do Romarinho, não.

Deixe o seu comentário sobre a partida.

VAAAAAAAAAAAAAAAI, CORINTHIIIIIAAAAAAAAAAAAAAANNNNNNSSSSSSSSSSSS

______________________________

Cadastre-se! Adicionar aos Favoritos Assista aos vídeos! Curtir! Tuitar!

Já estamos prontos para 2012 ?

Leia o post original por Douglas Nascimento

Todo ano o período entre o término do Campeonato Brasileiro e o início dos regionais, é uma época onde os clubes que entram em férias tentam recompor o elenco para a disputa do próximo certame. Jogadores são dispensados, outros são emprestados e muitos acabam contratados.

Com a nossa Portuguesa a coisa não é diferente e temos nesta época um período para dispensar os que não agradaram, renovar os que precisam ficar e contratar novos atletas.

Muito tem se criticado que as contratações não estejam sendo no ritmo que esperávamos, pois estamos em 2012 na Série A, bem mais competitiva que a segunda divisão. Porém, para trazer novos jogadores esbarramos em um grande problema: a cota da Federação Paulista de Futebol.

O Paulistão é aquele campeonato zumbi que só interessa para quem é campeão. Quem não ganha desdenha, chamando-o de Paulistinha, mas a grande verdade é que já passou da hora dos regionais acabarem. Falta coragem.

Mas enquanto o Paulistão não acaba, a Portuguesa é a equipe mais prejudicada com a injusta cota de televisão do torneio. A cota de televisão nos equipara aos pequenos clubes do interior, mesmo a FPF sabendo de nossa grandeza, tradição e do fato de sermos um time da capital, com custos muito maiores que as equipes do interior do Estado.

Assim, não poderíamos esperar um elenco muito de peso (leia-se salários) e estrelas para esta parte do ano. Mesmo assim, analizando as demais equipes grandes, Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos, acredito que nos reforçamos muito bem para o Paulistão 2012.

Vamos a lista ?

QUEM SAIU:

Bruno (Palmeiras)
Marco Antônio (Grêmio)
Ananias (Bahia)
Matheus (Cruzeiro)
Ronaldo (Guarani)

QUEM CHEGOU:

Léo Silva (Americana)
Maylson (Grêmio)
Rodriguinho (Fluminense)
Wilson Jr. (Coritiba)
Rodrigo Calaça (Goiás)
Rafael Oliveira (Paysandu)
Vandinho (Al-Arabi)

ANUNCIADOS e RUMORES (podem chegar):

Tartá (Kashima Antlers)
Caio (Botafogo)
Gustavo (Botafogo)

QUEM PODE SAIR:
Guilherme (Corinthians)
Ivo
Junior Timbó

Olhando a movimentação de entra e sai do elenco e vendo, principalmente, quem está chegando e também levando em consideração a verba para o Paulistão 2012, estou bastante otimista. Acho que para o estadual o elenco está bem reforçado, mas para o Brasileiro ainda temos muito pela frente.

E você ? O que está achando das contratações ? Leve em conta que a grana é curta que os demais grandes estão contratando muito pouco também…

Deixe seu comentário.

Conversa

Leia o post original por Cristian Toledo

Felipe Ximenes, o gerente executivo do Coritiba, esteve na terça-feira no estúdio da 98FM. Conversou com toda a equipe, tanto na entrevista ao vivo quanto depois, naquele papo mais descontraído. E é bom ter a oportunidade de conversar com esses profissionais, coisa cada vez mais rara no fechado futebol de hoje.

Ximenes têm suas idéias sobre o futebol e sobre a relação dos clubes com a imprensa. Nesse aspecto, ressalvadas possíveis discordâncias, ele tem razão em vários aspectos. Mas isso é tema para outra hora. Agora, vamos ao que a torcida alviverde quer saber – o elenco do Coxa.

O gerente não aceita a tese de que o clube perdeu “meio time”. Na visão de Ximenes, nenhum dos jogadores negociados era titular absoluto – incluindo aí Marcos Aurélio e já com a permanência de Jonas. O Coritiba, segundo o diretor, ficou mais jovem e mais rápido com as alterações no grupo, tanto que apesar de “estar sempre atento ao mercado”, o pensamento de agora é parar com as contratações, para quem sabe voltar ao mercado após o Paranaense (como no ano passado).

Ele bota muita fé em Lincoln. Não conversamos a esse ponto, mas ficou claro que a diretoria alviverde também percebeu que faltou um líder no time – um líder não só moral (como Pereira, Jéci, Tcheco e Edson Bastos), mas um líder técnico, aquele que aparece nas horas decisivas e assume a bronca. Para Ximenes, esse cara será Lincoln. Mesma opinião do Fabrício, nos comentários aqui do blog. “Creio que o “camisa” 10 do Coritiba tem nome: Lincoln”.

Felipe Ximenes pediu um voto de confiança. “Acho que todos viram que fizemos um trabalho correto em 2010 e 2011. Estamos fazendo um planejamento semelhante, e mesmo assim fomos cobrados”, desabafou. Diferente de outros dirigentes do clube, ele não faz projeções superiores às de 2011. “Ano passado foi um ano mágico”, resumiu o diretor.

***

De toda a conversa que nós da 98FM tivemos com o gerente executivo do Coritiba, uma frase me marcou. “No futebol não existe passado nem futuro, só existe o presente”. Daí partem o pedido de confiança, a cautela nas declarações, a luta incessante para que as apostas (inevitáveis quando se trata de contratações, seja o jogador que for) deem certo. Ximenes, profissional experiente, tem consciência de que o clube está no bom caminho, mas sabe que tudo depende do que acontecer dentro de campo. Por isso, a avaliação começa na hora em que o Coxa pisar no gramado do 14 de Dezembro, pra abrir o Paranaense contra o Toledo.