Demorou Juvenal… demorou

Leia o post original por Mion

Indignado, Rogério chegou a alertar a diretoria. Ninguém ouviu.

No início de novembro escrevi dois comentários neste blog chamando o time do São Paulo de gatinhos. E muito antes cansei de ouvir o goleiro Rogério Ceni dizer que o tricolor perdeu o “olho de tigre”, inclusive afirmou de estar disposto em parar de jogar caso não buscasse títulos. O tempo passou, o presidente Juvenal Juvêncio e diretoria tricolor demoraram em reagir.

O são Paulo tentou repetir o feito do início da década quando contratou jogadores desconhecidos como Josué, Mineiro, Danilo, Fabão entre outros e chegou ao título mundial. Não precisava esperar tanto para perceber que Marlos, Calinhos Capixaba, Jean e até mesmo Dagoberto não tinham a mesma gana por títulos.

Ganhando ou perdendo a atual equipe deixava o gramado da mesma maneira. Não havia vibração, a preocupação sempre a mesma: corremos, lutamos e não deu. O time vencedor não se convence apenas com isso. Arranjar forças do fundo do coração em busca de reação.

O grupo era descomprometido, mas a diretoria deve também assumir a sua (grande) parcela de culpa. O chato de tudo isso é de que durante esse período só os técnicos “pagaram o pato”. O tricolor sofreu diante de tanta inoperância e relaxo de sua diretoria.