Decisão entre Corinthians e Santos passa pelos bastidores dos dois times.

Leia o post original por Luiz Ceará

O Santos está jogando o Campeonato Brasileiro com seu time reserva. Neymar está tão exausto que acabou deixando isso claro no ultimo jogo, o do Corinthians, e não jogou o que realmente sabe. Faltou.

Na vida sabemos que dinheiro não é tudo, não traz felicidade, mas dá bem estar familiar, estuda os filhos nos melhores lugares, põe comida na mesa e se é muito compra um Iate de 15 milhões.

Mas ganhar essa grana toda demanda tempo. Cada vez que Neymar vai a um evento, e ele vai a muitos porque evento não quer dizer festa e sim conversar, por exemplo, com funcionários de um banco patrocinador, ou passar horas gravando um comercial. Participar de promoções, e gravar, gravar e gravar. E participar e participar e cumprir agendas. Mais de 10 patrocinadores pessoais. O cara é o Sr. Mídia. Bom pra ele. Essas atividades ou o excesso foram responsáveis, sim, pelo seu momento de não conseguir se apresentar no pico do que sabe.

E a seleção, que deveria ser um plus para sua carreira, onde ele deveria estar no auge e se dedicar ao máximo, levou a culpa da exaustão.

Por isso tudo e conhecendo os fatos do lado de dentro, Muricy está fazendo o que pode com ele e com a outra jóia, o craque Ganso, este sim, um jogador raro. A palavra é descansar. Se os patrocinadores deixarem, se a máquina de fazer dinheiro permitir.

O presidente do Santos pode ficar nervosinho, levantar sua voz á vontade, mas no fundo ele sabe que Neymar só está como está por causa da vida que ele leva fora de campo. Não estou falando de pagode e nem de festanças, porque não me interessa. É a vida como garoto propaganda que atrapalha o descanso do craque. Não tenham duvida disso.

E quem se dá bem com isso? Quem leva grande vantagem nisso? É o presidente do Santos e sua retórica defensiva e acusadora com relação CBF?Ou ele se esqueceu que pediu a convocação de Arouca? Tá reclamando de barriga cheia.

Não. É o Corinthians que vai jogar no Pacaembu contra um Santos sem seus dois craques no melhor de sua forma física e mental. Uma grande vantagem que só será quebrada pela genialidade dos dois jogadores.

O Corinthians sai na frente pelo placar conseguido na Vila e pela situação conturbada que vive o Santos e seus problemas internos.

Tite sabe disso e vai usar.

Muricy é um mestre e também vai usar essa situação para motivar seu time, levar os jogadores ao topo de seu rendimento.

E tem mais uma. A história do Rosenberg de que a Libertadores não interessa, o que vale é ser Corinthians é papo furado. Coisa de cara que gosta de falar mais que a boca. A Libertadores é hoje, porque o Timão tem estádio quase pronto, o maior sonho da história recente da nação alvinegra. Ponto.