Em desembarque no Recife, Renan Teixeira se diz revoltado com árbitro

Leia o post original por Blog do Torcedor - Notícias

A delegação do Sport desembarcou na capital pernambucana no início da tarde desta segunda-feira ainda em clima de revolta com a atuação do árbitro Flávio Rodrigues Guerra. Expulso durante a confusão no final da partida, quando os jogadores cobrança de pênalti a favor do Sport, o volante Renan Teixeira foi o porta-voz da equipe.
Eu gostaria de externar em nome dos meus companheiros a nossa revolta e nossa insatisfação com relação à arbitragem do jogo de ontem. Além de dois pênaltis claros, na minha opinião – o da mão e o outro em cima do Gilsinho -, foram lances de bola rolando, lances de jogo que para a gente tinha cartão e para o Atlético não tinha nada disso. Rafael Marques fez umas dez faltas no Gilsinho e não teve cartão, o Pierre também, reclamou o volante, revelando que não conseguiu dormir bem na última noite, lembrando do lance.

Além das penalidades não marcadas, Renan Teixeira também se queixou da falta de critérios nas punições. Acabei sendo expulso, devo ir a julgamento por indisciplina. Posso pegar alguns jogos, espero que não. Mas o juiz do jogo, que era para ser um coadjuvante, terminou sendo o principal, fazendo coisa errada, e com ele é capaz de não acontecer nada.
Apesar da insatisfação com a derrota e com o desempenho do árbitro, o volante rubro-negro fez questão de destacar a melhora do Sport dentro de campo. O que nos conforta com relação ao jogo do Atlético é que nós fizemos um ótimo jogo na minha opinião. A gente volta chateado, mas esperançoso pelo jogo que a gente fez, por tudo que a gente realizou, completou. Para ele, o elenco ainda está motivado.
A tarde de hoje foi de descanso para os titulares. O técnico Sérgio Guedes inicia os trabalhos de prepação para o jogo da quinta-feira, contra a Ponte Preta, com treino na Ilha do Retiro amanhã à tarde.