Sem ajuda de câmeras, polícia não consegue pistas sobre ataque à loja do Palmeiras

Leia o post original por Perrone

A Polícia Civil enfrenta dificuldades para encontrar pistas sobre os responsáveis pelo atentado à loja do Palmeiras na sede do clube na madrugada de segunda-feira. Principalmente porque não foi localizada câmera de segurança perto do local.

As placas de um carro que estava diante da loja quando policiais chegaram era a esperança dos investigadores do 23º Distrito Policial. Em depoimento, porém, o dono do veículo disse que passava por lá e apenas parou para tirar fotos do estrago.

Os policiais aguardam também o resultado de um laudo técnico para saber a causa do incêndio. A hipótese mais provável é que o fogo tenha sido provocado por uma garrafa plástica com líquido inflamável.

Ouvido na delegacia, o dono da franquia, que vende produtos do time, afirmou que não tinha recebido ameaças. Segundo o Palmeiras, o prejuízo é dele e não pode ser repassado ao clube.