O atacante

Leia o post original por Pedro Ernesto

LEONARDO OLIVEIRA (interino)
leonardo.oliveira@diariogaucho.com.br


O Inter faz a contratação desta janela de transferências do futebol brasileiro. Mais do que um dos goleadores da Libertadores, Ignácio Scocco é um atacante de primeira linha. Não é centroavante de área, mas de movimentação. Trata-se de um jogador rápido e inteligente na área e fora dela. Seu arremate faz dele aquele jogador que deixa o adversário sempre preocupado.

Assisti pela primeira vez Scocco no ano passado, no Superclássico disputado na Bombonera. Na época, recém chegado dos Emirados Árabes pello Newell’s, era o goleador do Torneio Apertura. Fez os dois gols dos argentinos. Lembrou-me muito o ex-gremista Jonas na ocasião.

Classificado

Houve susto, mas o Inter garantiu vaga nas oitavas da Copa do Brasil. Quando precisou, acelerou e buscou o 1 a 1 com o América. Poderia até ter virado.

Talvez pelo fato de ter a vantagem de dois gols e pelo ambiente do jogo (BH estava voltada para a partida do Atlético-MG no Paraguai), o Inter tenha relaxado. Acrescente-se aí também o desgaste pelo jogo de marcação forte e entrega contra o Fluminense.

Riveros

O paraguaio, finalmente, está liberado para jogar. Foram 39 dias de espera, desde a sua chegada do Kayserspor. A Federação da Turquia enviou a papelada e confirmo sua rescisão de contrato por lá, o que faltava para regularizá-lo.

Trata-se de um típico volante castelhano. Brigador, apesar de franzino, e sanguíneo, Riveros poderá trazer vibração a um Grêmio estranhamente acadêmico por esses dias.

É demaaais!

Estou louco para ver os primeiros jogos do Barcelona. Messi, ontem, deu as boas vindas para Neymar, que usará a camisa 11 no novo clube. O argentino, craque e dono do time, garantiu que o brasileiro não enfrentará qualquer tipo de problema dentro e fora de campo em Barcelona.

A minha dúvida é se há céu para estrelas de tanto brilho na Catalunha. Tento acreditar que os dois se afinarão e jogarão um para o outro. Embora seja difícil apostar em dois craques desprovidos de vaidade.

Decisão – Aimoré e Riograndense-SM começam a decidir hoje a terceira vaga na elite em 2014. São duas equipes tradicionais, estão há muitos anos fora da primeira divisão. A vantagem é do Aimoré, já que o Riograndense se desmobilizou. Não apostava na vaga e até o técnico havia dispensado.