Federação barra quarto corintiano e estuda adotar controle facial

Leia o post original por Perrone

A Federação Paulista de Futebol decidiu punir mais um corintiano que esteve preso na Bolívia e se envolveu em briga com vascaínos e policiais em Brasília. Fábio Neves Domingos, da Pavilhão Nove, está proibido de ir a jogos em São Paulo por 90 dias, segundo Marcos Marinho, responsável pelo departamento de segurança nos estádios da FPF. Reportagem do diário Lance! identifica Fábio como um dos envolvidos na confusão no Mané Garrincha.

Castigo semelhante já tinha sido aplicado a Leandro Silva de Oliveira e Cleuter Barreto Barros, que também ficaram presos na Bolívia sob a acusação de envolvimento na morte do garoto Kevin Douglas Beltrán Espada. Outro barrado é o vereador Raimundo César Faustino, de Francisco Morato e integrante da Gaviões.

Marinho admite a dificuldade em identificar os torcedores vetados nos dias dos jogos. “Estamos estudando uma medida que pode ajudar muito. Vamos analisar se se é viável implantar o controle facial”, afirmou.

Segundo, ele, um programa analisaria imediatamente imagens registradas por câmeras nas entradas dos estádios comparando automaticamente fotos dos torcedores com as dos que estão barrados.

Além de punir os corintianos, a federação decidiu retirar castigos aplicados à Mancha Verde, do Palmeiras, e à Independente, do São Paulo. Elas estavam proibidas de entrar com faixas e camisas nos estádios, mas foram liberadas. Faz parte de uma mudança de estratégia. Segundo Marinho, a Polícia Militar explicou que fica mais difícil identificar os torcedores sem uniformes.