Botafogo e uma campanha de arrepiar

Leia o post original por Antero Greco

Sei que muita gente não concorda, mas tá bacana demais de ver o Botafogo no Brasileiro. Seedorf e seus cometas fazem campanha de arrepiar, que só encontra paralelo no líder Cruzeiro. (O Atlético-PR também empolgava, mas deu uma freada.). Os caras enfrentam problemas fora de campo, mas lá dentro se superam, como aconteceu nos 2 a 1 sobre o Santos no início da noite de domingo, na Vila.

Pra começo de conversa, Santos x Botafogo pra mim e pra muitos de minha geração é clássico na acepção do termo. O duelo tem mitologia, que vem lá de trás, da época em que havia Gilmar, Zito, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe de um lado e Manga, Nilton Santos, Didi, Amarildo, Garrincha, Zagallo de outro. Sei, sei que os tempos são outros, mas é sempre uma emoçãover esses dois clubes frente a frente.

O jogo foi bom, nada excepcional, mas valeu como passatempo. Com roteiro semelhante nos dois tempos: o Santos pressionou na largada, criou algum ruído para o goleiro Jefferson, para em seguida oscilar e levar os gols. Por sial, ambos do mesmo jogador – Elias, que se tornou o destaque da partida. Cícero descontou.

O Santos pecou pela instabilidade, que tem sido a característica dele no campeonato. O time que ensaiou encostar no G-4 até uma semana atrás, agora marca passo, depois de duas derrotas em seguida. O Botafogo foi firme na marcação e, mesmo sem Seedorf em noite inspirada, viu no holandês o ponto de equilíbrio e referência.

Com a vitória, o Bota se manteve quatro pontos atrás do Cruzeiro. Imagino como será quente Cruzeiro x Botafogo na quarta, em BH. Taí uma decisão do Brasileiro. O Cruzeiro no sábado já se livrou do Atlético-PR…