Atitude

Leia o post original por Pedro Ernesto

Me pareceu muito simplista a explicação de Dunga sobre a vitória em cima do Criciúma. O técnico deixou claro que a grande diferença foi a atitude.

Eu, modestamente, coloco outros tantos fatores. A começar pela categoria dos dois times. O Inter é infinitamente melhor. Mas tem, também, alterações profundas feitas pelo treinador.

Kleber contribui muito mais do que Fabrício. É um jogador superior que precisa de sequência de jogos. No meio, foi a vez de Willians curtir um banco. Precisava. Ele se acha muito mais do que é. Josimar é um bom jogador, e Airton foi o cão de guarda que faltava para a defesa.

Pronto. Dunga ajeitou o meio-campo, e o time não mais levou gols. São avanços importantes que vão além da atitude. Só com ela, não se vai a lugar algum. E o Inter já está encostando no G4.

Retornos

Souza e Kleber são retornos importantes no time do Grêmio para o jogo de amanhã, contra o Santos. Souza é um jogador de bom passe, de boa jogada aérea na defesa ou no ataque.

Ele qualifica o time. Kleber, por sua vez, vem vivendo um grande momento, fazendo gols, dando assistências importantes. Mais do que isso, na sua ausência, o seu substituto, o chileno Vargas, teve uma atuação muito discreta. Acho que o Grêmio será mais forte na sua escalação do que foi na derrota para o Atlético-MG.

Rebaixamento

Tem dois times que já estão encomendados: Náutico, o primeiro deles, e a Ponte Preta. Depois vem a Portuguesa e alguns grandes, como o Vasco e a dupla Fla-Flu. O São Paulo começa a respirar. O Criciúma conseguiu bons resultados, mas voltou a perder e se fardou para o Z4.

Ainda é muito cedo para fazer previsões. Mas o quadro atual recomenda que um grande pode cair, como aconteceu com o Palmeiras no ano passado. Claro, com a Série B em pontos corridos, a volta é uma barbada. Mas ninguém quer passar por esse desprazer.

É amanhã o jogo do ano. Cruzeiro e Botafogo, líder e vice do Brasileirão, se encontram no Mineirão na partida mais espetacular até aqui da competição.

Uma vitória carioca incendeia o campeonato. Seria apenas um ponto de diferença entre líder e vice. Mas o contrário deixaria os mineiros a sete pontos do segundo colocado. Ainda não é campeonato ganho, pois faltarão ainda 16 rodadas, ou 48 pontos. Mas é quase.