Desvantagem

Leia o post original por Pedro Ernesto

Poderia ter sido pior. O gol de Otavinho no final salvou o Inter da derrota. Mas o 1 a 1 preocupa. o Atlético-PR se torna favorito nesta decisão. Tem a vantagem do 0 a 0 e joga em casa a partida de volta.
Mas não é impossível. O Inter provou no segundo tempo que pode encarar o adversário. Perdeu muitos gols e precisa aproveitá-los em Curitiba. Mas fica da noite de Novo Hamburgo a certeza de que o Inter entra em desvantagem na decisão. Os atacantes Otavinho, Scocco e Caio deram ao time a velocidade que não teve e podem se tornar titulares.

Defesa e ataque

Cheguei a comentar que, muito provavelmente, o jogo entre Grêmio e Corinthians terminaria 0 a 0. Ora, só segui a lógica das coisas. O Tricolor só quer defender, e o Timão não sabe atacar. Foi um jogo monótono, com pouquíssimas chances de gol, chato de ser assistido.
Os atacantes do Grêmio tinham mais funções defensivas do que ofensivas. O Corinthians se protege bem, quase não leva gols, mas também não marca um gol sequer há sete jogos. Sendo assim, um resultado normal.
Os dois treinadores ficaram satisfeitos. Renato porque empatou, e Tite porque não levou gols e pode classificar com um empate com gols na Arena.
O que ele esqueceu de dizer é que seu time tem imensa dificuldade para marcar gols. O futebol se completa com as funções de atacar e defender. O Grêmio e o Timão parecem só conhecer a primeira tarefa.

Convocação

Felipão apresentou poucas novidades na sua convocação. A maior delas é Lucas Leiva, que toma o lugar do também ex-gremista Fernando. O treinador já tem seus preferidos e pouca coisa nova deve acontecer até a Copa do Mundo.
Um outro movimento importante que o treinador deve fazer é a escalação de Maicon como titular, retirando Daniel Alves do time. O importante é que temos um grupo praticamente formado por Luiz Felipe, o que não se via quando Mano Menezes treinava a Seleção Brasileira.

É demais!

O Flamengo fez certo ao efetivar o interino Jayme Almeida no comando da equipe até o final do ano. Jayme é funcionário do clube e ninguém melhor do que um flamenguista para tentar salvar o ano rubro-negro.
Pagar salários astronômicos por três meses de trabalho e ainda sem saber se trará algum
resultado é muito arriscado. Preserva o bolso e dá chances de se programar para o próximo ano.