Hora da retribuição

Leia o post original por JC

A torcida cumpriu seu papel e acabou com os ingressos na Arena Maracanã. O Galo nos ajudou, empatando com o Bahia. Agora, falta o Vasco fazer a sua parte, vencer o Santos e sair, depois de um tempo muito maior que o aceitável, do Z4. Já tivemos outras chances parecidas para sair da zona do rebaixamento e vacilamos. Dessa vez não podemos facilitar novamente, e não apenas porque o campeonato vai acabando, mas principalmente porque se o time decepcionar mais de 60 mil vascaínos no estádio, vai ser difícil reconquistar a confiança do torcedor nessa reta final de Brasileirão.

E isso fica ainda mais claro quando percebemos que até o adversário da partida é um dos mais propícios. Exatamente no meio da tabela, o Santos está naquela situação em que uma vaga para a Libertadores é um sonho distante e o pesadelo do rebaixamento é uma possibilidade remota e facilmente evitável. Mesmo tendo um bom time – e com Edu Dracena, Arouca, Cícero, Montillo e Willian José, o Santos efetivamente o tem – o Peixe não tá lá muitos motivos para suar demais por uma vitória. Isso pode não significar que o jogo será uma moleza, mas o Vasco tem por obrigação que mostrar muito mais luta que o seu adversário.

Adilson Batista pouco mexeu na equipe que venceu o Coritiba e, aparentemente, as alterações melhoram o time. Com Wendel suspenso, Abuda entra em seu lugar e aumenta o poder de marcação no meio. E Francismar, que não fez nada de útil contra o Coxa, cede lugar ao Reginaldo. Assim, o Vasco assume o 4-3-3 (ou para os mais exigentes, um 4-2-1-3), com Marlone, Edmilson e o próprio Reginaldo jogando no ataque e Juninho, recuperado da lesão que o tirou no início da partida na última rodada, será o responsável pela criação do time, tendo menores obrigações defensivas. Com isso, Pedro Ken deve ficar mais preso à marcação e tanto Fagner como Yotún precisarão dosar suas subidas ao apoio.

Todos nós, incluindo os torcedores que enfrentaram as quilométricas filas para comprar o ingresso e verão o time no estádio, sabemos que nem a Arena Maracanã lotada, nem a possível falta de vontade do nosso oponente e muito menos as mudanças técnicas ou táticas do Adilson que transformarão o Vasco, do nada, em uma equipe maravilhosa. Mas a prova de apoio que virá das arquibancadas deve, no mínimo, ser retribuída pelos jogadores através do esforço total em honrar a camisa que milhares de vascaínos estarão usando hoje. Os que entrarão em campo logo mais sabem a responsabilidade que está em seus pés. E tanto o clube como a torcida esperam que todos cumpram seu papel a contento.

VASCO X SANTOS
Alessandro; Fagner, Cris, Jomar e Yotún; Abuda, Pedro Ken, Marlone e Juninho Pernambucano; Edmílson e Reginaldo.Aranha; Bruno Peres, Edu Dracena, Gustavo Henrique e Eugenio Mena; Alison, Arouca, Cícero e Montillo; Geuvânio e Willian José.
Técnico: Adilson Batista.Técnico: Claudinei Oliveira.
Estádio: Arena Maracanã. Data: 10/11/2013. Horário: 19h30. Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO).  Assistentes: Marrubson Melo Freitas (DF) e Rafael da Silva Alves (RS).
  O SporTv  transmite para todo Brasil, exceto RJ. O Canal Premiere transmite para seus assinantes de todo o Brasil no sistema Pay-per-view.
O GLOBOESPORTE.COM acompanha o confronto em Tempo Real, com vídeos.

***

Quem quiser ler mais a respeito dos temas desse post podem visitar a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e acessar os links das matérias que tratam desses assuntos. O link também está no meu twitter: @jc_CRVG.