Damião

Leia o post original por Pedro Ernesto

O centroavante colorado está de volta depois de longa ausência. Não sei se melhora muito, já que pertence à turma de atacantes do Inter que não consegue fazer gols. Ele, Scocco, Caio e Rafael Moura passam em branco. A direção investiu muito para ter um ataque eficiente. Manteve Damião, recusando grandes propostas. Gastou muito dinheiro para contratar Scocco. Nada funcionou.

Tomara que, nesse regresso, Damião consiga recuperar um pouco do futebol que o consagrou, despertou o interesse europeu e o levou à Seleção Brasileira. O Inter precisa disso.

E muito.

Vitória

Não há risco de o Inter ser rebaixado. Mas uma vitória sobre o Coritiba, domingo, no Estádio Centenário, traz a tranquilidade que está em falta. Se perder, o time pode ficar a um ponto da linha de rebaixamento na tabela.

Isso geraria muito constrangimento e pavor nos colorados. Até um empate na Serra empresta tranquilidade. Mas, para o Inter cair à Segunda Divisão, precisa acontecer tanta coisa que é como se o Sargento Garcia pegasse o Zorro, usando um dos personagens da ficção mais famosos.

Estrangeiro

O chileno Eduardo Vargas não treinou ontem pela manhã. Sua chegada do Canadá, onde fez gol na derrota de 2 a 1 para a Seleção Brasileira, aconteceu apenas perto do meio-dia. Isso o deixa mais longe da escalação no domingo, contra a Ponte.

Aliás, o time de Campinas fez 3 a 1 no São Paulo em um Morumbi com 50 mil pessoas. Isso assusta o torcedor do Grêmio. Mas, independentemente desse glorioso resultado, o jogo não é páreo corrido. Em casa, a Ponte pode complicar. E o Grêmio precisa ganhar.

É demaaaais!

Os gremistas torcem pelo Atlético-PR na final da Copa do Brasil. Mas no jogo de ida, em casa, o Furacão foi decepcionante. Só empatou com o Flamengo e decidirá tudo no Maracanã. Claro que o time carioca é favorito.

Serão mais de 70 mil torcedores empurrando o time. Acho bom o Grêmio tratar de se segurar na vice-liderança e, por consequência, garantir a vaga direta na Libertadores.