O ovo e a galinha

Leia o post original por JC

Qualquer pessoa seja minimamente precavida sabe que não se pode contar com o ovo na cloaca da galinha. Mas se o torcedor vascaíno não considerar a partida contra o Náutico um jogo ganho, é melhor desistir da permanência na Série A de uma vez. Na situação em que o Vasco se encontra, vencer o Timbu em casa, dentro de um estádio lotado, é – mesmo que eu não ache que exista isso no futebol, seja qual for o confronto – uma obrigação.

Ainda mais com o time pernambucano na crise em que se encontra. Depois de ameaçar nem entrar em campo por causa dos quatro meses de salários atrasados (parênteses: engraçado como isso só virou notícia quando os jogadores do Náutico resolveram entrar em greve. No Vasco, bastam dois dias de atraso para que o fato vire manchete. Fecha parêntese), a única possível motivação do nosso adversário hoje é não fazer a pior campanha da história dos pontos corridos. E, sem querer menosprezar o alvirrubro, não há muita coisa que eles possam fazer para conseguir esse objetivo hoje. Tirando o Maikon Leite, que chegou a fazer alguns gols nesse returno do campeonato, o Náutico não tem outras armas que cheguem a ameaçar qualquer oponente.

Já o Vasco tem a oportunidade única de deixar melhor encaminhada sua permanência na elite no ano que vem, desde que faça o dever de casa de melhor maneira possível. E isso significa não apenas vencer, mas vencer bem: depois do empate do Fluzim com o Galo, uma vitória com uma diferença de quatro gols fará com que fiquemos com um saldo de gols igual a dos tricoflores, que chegarão à última rodada precisando de uma vitória contra o Bahia. Como o Furacão provavelmente precisará da vitória contra nós na próxima partida, garantir que os tricoleres baiano e carioca não possam fazer um jogo de compadres é importantíssimo.

É, estou contando não apenas com a vitória hoje, como também espero um placar dilatado para o nosso lado. Soa pretensioso, mas para nós não resta muita escolha. Vencer, e vencer bem, se tornou uma necessidade para o Vasco. Adilson escalou o mesmo time que encarou o Cruzeiro, e se jogarmos com a mesma aplicação, podemos conseguir esse objetivo.

VASCO X NÁUTICO
Alessandro; Fagner, Luan, Cris e Yotún; Abuda, Guiñazu e Pedro Ken; Marlone, Edmilson e Thalles.Ricardo Berna, Maranhão, Alison, Leandro Amaro e Bruno Collaço; Derley, Gustavo Henrique, Martinez e Tiago Real; Rogério e Maikon Leite.
Técnico: Adilson Batista.Técnico: Marcelo Martellote.
Estádio: Arena Maracanã. Data: 01/12/2013. Horário: 17h. Árbitro: Anderson Daronco (RS).  Assistentes: Altemir Hausmann (RS) e Rafael da Silva Alves (RS).
  O SporTv  transmite para todo Brasil, exceto RJ. O Canal Premiere transmite para seus assinantes de todo o Brasil no sistema Pay-per-view.
O GLOBOESPORTE.COM acompanha o confronto em Tempo Real, com vídeos.

***

Quem quiser ler mais a respeito dos temas desse post podem visitar a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e acessar os links das matérias que tratam desses assuntos. O link também está no meu twitter: @jc_CRVG. No site “Ao Vasco Tudo!também está no ar uma coluna nova.