No reinado de Messi, Cristiano Ronaldo sobrou em 2013

Leia o post original por Mion

Cristiano Ronaldo recebeu a recompensa merecida.

Cristiano Ronaldo recebeu a recompensa merecida.

    Pela primeira vez a imprensa do mundo inteiro foi unânime: Cristiano Ronaldo reinou em 2013. Um ano de ouro, inesquecível para ele e seus fãs, tão leais que sequer conseguem admitir o degrau acima do argentino Lionel Messi. O português mereceu não só por ser craque, venceu todos os obstáculos com determinação e dedicação. Diferente do que falam, Cristiano não tem nada de marrento, treina barbaridade, excelente colega e simpático como poucos com os torcedores. Dentro do gramado faz tipo e muito bem, porque consegue atrair todas as atenções. Bem ou mal nunca passou despercebido, o que no mundo marqueteiro significa sucesso garantido. Messi, Cristiano Ronaldo e Ribéry disputaram a condição de craque do ano de 2013. Acho que Ribéry representou o sucesso do excelente Bayern de Munich no ano passado, mas jamais poderia disputar com os outros dois. Messi e Cristiano estão bem acima, assim como não consigo traçar um parâmetro entre os dois melhores do mundo na atualidade. Messi é craque e gênio, Ronaldo é craque e extraordinário. Messi é único e está acima de todos.

Se na escolha do craque de 2013 houve bom senso, o mesmo não ocorreu na seleção de 2013. No ano passado Daniel Alves, e Xavi não conseguiram repetir o desempenho de anos anteriores. Xavi sofreu problemas físicos e Dani esteve abaixo de Philipe Lahn do Bayern quer foi deslocado para a lateral esquerda, quando há mais de um ano não joga por ali. Em seus lugares com certeza mais dois jogadores do Bayern: o lateral-esquerdo Alaba e o volante Schwasteigger. A política fez como que tirassem mais dois do Bayern que mereciam. No restante a eleição da FIFA seguiu coerente e todos dignos de premiação, em especial o Rei Pelé, finalmente recebeu homenagem digna da FIFA. Já os outros brasileiros que participaram da solenidade não merecem citações. Foi tanta baboseira e erros que não valem comentários. Apenas resumo: uma vergonha brasileira. Aliás, seria de bom tom avisar Ronaldo Fenômeno que faz parte do Comitê Organizador(?) da Copa de que a final sonhada por ele entre Brasil e Alemanha está fora de questão. No máximo poderão fazer uma semifinal, já que o sorteio decidiu o percurso de cada seleção e é impossível Brasil e Alemanha chegarem à final. Um vai sobrar.