Passado e presente

Leia o post original por JC

O Bonsucesso, que há poucos meses completou um século de existência, é um dos clubes mais tradicionais do Rio de Janeiro. Mas seu tempo de grandes equipes, como a que chegou a disputar – e perder – a final do Carioca de 1924 com o Vasco, há muito já passou. Hoje, novamente contra o Gigante, o simpático Bonsuça só tem uma coisa pela qual lutar no Estadual: sua permanência na primeira divisão do Estadual.

Com apenas três pontos a mais que o Duque de Caxias, o rubro-anil vai a São Januário sabendo que corre o risco de entrar na zona de rebaixamento em caso de derrota. E diante de um dos grandes, o Bonsucesso não deve contar com sua tradição e provavelmente fará de tudo para assegurar ao menos um empate. Já o Vasco tem como exclusiva preocupação garantir sua classificação para as semifinais, e o passado do nosso adversário não será levado em consideração.

O time que irá a campo para conquistar os três pontos não foi definido pelo Adilson, mas as dúvidas não são muitas: na lateral esquerda, Marlon e Lorran disputam a vaga; no meio, com Guiñazu e Pedro Ken confirmados, o treinador deve voltar atuar com três volantes, ficando a dúvida entre Aranda e Fellipe Bastos; No ataque, Adilson ainda espera por Edmilson (que virou dúvida após levar uma pancada na última rodada) para definir o setor, que pode ter Thalles caso o artilheiro não tenha condições de jogo.

Mas independente do time titular, é bom que o Vasco resolva o jogo sem depender de substituições. Adilson promoverá um rodízio entre os reservas e dessa vez Bernardo, Montoya e Rafael Vaz não serão relacionados. Não que esses estejam sendo sempre a solução dos nossos problemas ao longo das partidas, mas não temos no elenco tantas outras opções que possam ser mais decisivas que esses.

Fosse décadas atrás – lembrando que nossa última derrota para o Bonsucesso está prestes a completar 40 anos – talvez essa partida pudesse nos trazer alguma preocupação. Nos dias de hoje, o tradicional clube suburbano não chega a ser uma ameaça. Isso, claro, se o Vasco fizer o papel que se espera dele.

VASCO X BONSUCESSO
Diogo Silva, Diego Renan, Luan, Rodrigo e Marlon (Lorran); Guiñazu, Aranda (Fellipe Bastos), Pedro Ken e Douglas; Reginaldo e Thalles (Edmílson).Rodrigo, Yago Soares, Da Silva, China e Marlon, Victor Hugo, Alexandre, Fernando e Nill; Marlon Da Silva e Somália.
Técnico: Adilson Batista.Técnico: Alfredo Sampaio.
Estádio: São Januário. Data: 08/03/2014. Horário: 18h30. Árbitro: Antônio Frederico de Carvalho Schneider.  Assistentes: Wendel de Paiva Gouvêa e Romário Falci do Carmo Jr.
O Canal Premiere transmite para seus assinantes de todo o Brasil no sistema Pay-per-view.
O GLOBOESPORTE.COM acompanha o confronto em Tempo Real, com vídeos.

***

Parabéns a todas as leitoras – em especial para aquelas que levam a cruz de malta no peito – pelo seu dia.

***

Quem quiser ler mais a respeito dos temas desse post podem visitar a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e acessar os links das matérias que tratam desses assuntos. O link também está no meu twitter: @jc_CRVG.