OPINIÃO: CSA 0X1 São Paulo

Leia o post original por daniel perrone


Nação do Maior do Mundo;

A festa foi muito maior do lado de fora do campo que dentro dele. O Tricolor ganhou do CSA no estádio Rei Pelé, mas não empolgou a sua torcida. O resultado deu tranquilidade para encaminhar a classificação, mas o time terá que cumprir a partida de volta no Morumbi.

O grande destaque da noite foi a estréia de Pato com a camisa do clube mais vencedor do Brasil. O camisa onze jogou centralizado, recebendo bolas no meio e procurando tabelas com os atacantes. Pabón e Osvaldo atuaram nas beiradas do campo e Luis Fabiano foi o homem de frente. Muricy quis experimentar um time mais rápido, sem Ganso. De fato, o posicionamento de Pato foi interessante mas o treinador terá que encontrar uma vaga para o camisa dez Tricolor. Isso é, terá que se decidir entre tirar Pabón ou Osvaldo. Não é demérito nenhum para um dos atacantes ser reserva. Temos elenco e muitos jogos para jogar no ano.

O primeiro tempo foi marcado por um maior domínio do São Paulo, boas chances desperdiçadas e uma reação dos donos da casa no fim. O destaque da segunda etapa foi o lindo gol de Osvaldo (foto), uma cabeçada a queima roupa de Pato para a defesa do goleiro Pantera e um relaxamento nada natural da equipe, que permitiu que o CSA equilibrasse o jogo e até tivesse algumas chances. O Tricolor poderia matar o jogo de volta mas a impressão que se teve, sem querer menosprezar o aguerrido adversário, é que os jogadores desistiram cedo demais de matar o jogo de volta. Atitude ruim pois, se o clube avançar no Paulistinha jogará a volta entre jogos decisivos do estadual.

No final, apesar da euforia pela estréia de Pato, a polêmica da presença de Ganso no banco e da acomodação dos jogadores, o meu destaque é para a ausência do volante Souza, que estava jogando o fino da bola junto com Maicon no meio de campo. Wellington não tem a mesma qualidade e o próprio Maicon, que vem bem nos últimos jogos, caiu um pouco de produção.

Enfim, valeu pela estréia numa cidade tão “são-paulina”. Agora é partir para a próxima, no Morumbi.

Saudações Tricolores!

Nota dos personagens da partida:

Rogério Ceni Uma ou outra defesa mas seu maior trabalho na partida foi ir de Maceió a Atalaia visitar o parça Aloísio. Nota: 7,5

Douglas Partida mediana, sem destaque. Nota: 6,0

Rodrigo Caio Seguro. Nota: 7,0

Antônio Carlos Atuação regular, mas segura. Machucou-se e foi substituído. Nota: 6,0

Alvaro Pereira Médio no primeiro tempo. Melhorou ofensivamente na segunda etapa. Nota: 6,0

Wellington Partida sem sustos. Nota: 6,0

Maicon Foi o responsável pela cadência da equipe. Boa partida. Nota: 6,5

Pabón Atuação regular, sem destaque. Nota: 5,5

Pato Boa estréia, principalmente no primeiro tempo. Mostrou vontade e movimentação no meio de campo e na grande área. Nota: 7,0

Luis Fabiano Teve uma boa chance e quase marcou. Na segunda etapa foi discreto. Nota: 6,5

Osvaldo Belo gol e boa atuação. Pecou apenas em não servir Luis Fabiano no primeiro tempo. Nota: 8,5

Ganso Entrou no segundo tempo e não rendeu o esperado. Nota: 5,5

Edson Silva e Ademílson Pouco tempo em campo. Sem nota.

Muricy Interessante a formação com Pato jogando no meio e chegando no ataque, mas não dá para não deixar Ganso fora deste time. O técnico terá uma boa dor de cabeça na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro. Para Muricy, Pato rende mais centralizado e não nas laterais do campo. Nota: 6,0

Imagens: Rubens Chiri / SPFC

PS: Tricolor, se você não compactua com as opiniões emitidas no texto ou com a opinião de outros torcedores seja educado no modo de se expressar. Mensagens em desordem com o andamento do blog serão pré-eliminadas. abs!

Me siga no Twitter: http://twitter.com/danielperrone
Curta a Fan Page: http://facebook.com/danielperronespfc
Instagram: http://instagram.com/danielperrone

Opine, palpite, participe do Blog do Maior do Mundo!