Corinthians perde vaga para time que ganha junto menos do que Sheik

Leia o post original por Perrone

A melhor maneira de medir o tamanho do fracasso corintiano no Campeonato Paulista é olhar para o topo da tabela de classificação do Grupo B. Líder e classificado para a próxima fase, o Botafogo de Ribeirão Preto gasta R$ 400 mil por mês com salários de jogadores e comissão técnica, segundo seu diretor de futebol, Raphael Magno Teles. No Corinthians, Sheik, sozinho, ganha mais do que isso, cerca de R$ 500 mil mensais.

Em outra comparação, o que o Botinha gasta com a equipe inteira é igual ao que alvinegro da capital desembolsa por mês com Pato, hoje no São Paulo.

A folha salarial da equipe do Parque São Jorge é de aproximadamente R$ 7,3 milhões mensais. Ou seja, o Botafogo ficou com uma das vagas do grupo na segunda fase do Estadual gastando cerca de 5,5% do que o único grande desclassificado do campeonato desembolsa por mês com seu time.

“Nós não gastamos para contratar jogadores, nada de direitos econômicos ou luvas. Só trouxemos para  este ano atletas que estavam livres”, disse o dirigente do clube de Ribeirão. Por sua vez, o alvinegro da capital gastou R$ 800 mil só em comissão na troca entre Jadson e Alexandre Pato, de acordo com cartolas do Parque São Jorge.

“Todo mundo esperava que o Corinthians ficasse com uma das vagas. Nós montamos um time para classificar, mas ficamos surpresos por assegurar a classificação com duas rodadas de antecedência”, completou o dirigente do time do interior.

Depois da rodada deste final de semana, a equipe de Ribeirão, com seus gastos enxutos, se prepara para a próxima fase de olho em receitas maiores com arrecadação. O diretor de futebol do clube afirma que o dinheiro arrecadado no Paulista garante as despesas da equipe no ano inteiro.

Enquanto isso, o Corinthians amarga a partir de agora um longo período sem lucrar com jogos válidos por campeonatos, até chegarem a próxima fase da Copa do Brasil e o Brasileiro. Mas com uma folha salarial milionária para honrar.