Pelo retrovisor

Leia o post original por Kako Ferreira

SANTOS 2 X 1 PALMEIRAS

Chega ao fim a primeira fase do Paulistão 2014 e não vejo ninguém a minha frente.

Terminamos essa etapa com os melhores números, o melhores jogos, as maiores goleadas, enfim, uma classificação mais do que merecida por tudo que o time vem mostrando dentro de campo.
Nesse último, contra o Palmeiras, Osvaldão provou que temos elenco, contra a opinião de todos, inclusive a minha, poupou vários atletas e montou um time rápido no contra-ataque e com pegada de marcação, o suficiente pra ganhar de um Palmeiras que veio completo e babando pra garantir ao menos um empate, não deu pra eles.

Bom ver Alisson retornando bem (o Valdívia deve ter sonhado com ele) protegendo a zaga e dando consistência no meio campo. Junto com Alan Santos, fez uma ótima partida, claro que por características dos dois, perdemos um pouco na saída de bola, porém ganhamos na marcação.
Não foi a melhor partida do campeonato, o Palmeiras até dominou o jogo por alguns momentos, mas dentro das adversidades tivemos um bom conjunto que deu conta do recado, se for pra falar em individualidade, falemos do Aranha: mitou! Pelo menos por três vezes, foi ele que impediu o gol suíno.

Então é isso: vencemos o que parece ser o principal adversário desse campeonato, sacramentamos a melhor campanha, aplicamos placares com gols no atacado, chegamos aos doze mil deles, agora chega de oba, oba. Entramos em fase decisiva, um momento que não podemos nem pensar em errar. Uma derrota por um mísero 1 X 0, faz todos esses números não valerem nada.

Osvaldo de Oliveira mostrou que tem essa mesma linha de pensamento, ao montar a escalação do clássico, pensou nosso próximo jogo, afinal de contas, esse contra o Palmeiras, se valia algo, seria apenas o posto de melhor campanha, não que isso não tenha importância, tem muita, mas não podemos arriscar nas próximas partidas.

E não me venham desdenhar por comemorar jogos e feitos no Paulistão, comemoro sim! Foi assim que aprendi a amar futebol e esse manto, foi herança do meu avô que aprendi a amar essas cores, ele que tinha apenas 12 anos quando esse time nasceu, se apaixonou ainda quando nosso Peixe ainda não tinha um título sequer. Futebol pra mim é isso, pra quem ama a cornetagem explícita e desvairada, desculpe, vai procurar outro esporte ou tratamento, você não sabe o que é ter prazer em torcer por um time vencedor.

Pra quem ainda não apoiou o time, bora fazer uma forcinha, quarta-feira tem Peixe em campo novamente, jogo decisivo na Vila onde só podemos ganhar.

Pra cima deles, Santos!

¨
CURTA O SANTISTAIADA!