Tricolor aprimora conjunto e supera os adversários

Leia o post original por Pedro Ernesto

O Grêmio joga quarta-feira e domingo, joga Gauchão e Libertadores e seu time aprimora o conjunto, a forma de atuar. Consegue superar seus adversários e ir adiante nas competições. Ontem, foi a vez de o Juventude sentir a força de um novo Grêmio, que trabalha muito, tem um treinador que lhe dá forma de jogar. O time é muito melhor e muito mais barato do que foi no ano passado, quando o clube jogou muito dinheiro fora e não conseguiu ter qualidade.

Barcos desencantou e marcou três gols. Pará acertou dois cruzamentos. Em um deles o Pirata concluiu de cabeça para as redes. O torcedor deixou o estádio com muita alegria, saudando um time que disputará todas as competições em que está metido. Luan continua sendo um jogador raro. Alán Ruiz, quando entra, encanta os torcedores. Mas o melhor é que o time tem uma maneira de jogar, combativa e talentosa. Agora, vem a semifinal contra o Brasil-Pel.

Passagem

O Inter passou pelo Cruzeiro e continua como o melhor time do Gauchão. O que deixa o colorado  preocupado é o fato de que não tem boas apresentações. A equipe tem um só marcador e, portanto, fica vulnerável. Abel Braga prioriza os bons jogadores de meio-campo, mas de pouca ou nenhuma capacidade de marcação.

Contra o Cruzeiro, Aránguiz fez dois gols e mostrou que está muito distante de ser um volante. É mais meia ofensivo, e de muita qualidade. Quem não consegue jogar é Alex, muito longe daquele de anos atrás.

Adversários

O Brasil-Pel é o terceiro melhor time do Gauchão. Seu técnico, Rogério Zimermann, confirma trabalhos anteriores e leva o time ao sucesso. A defesa, em 16 jogos, levou só seis gols. Tornou-se a melhor do campeonato. O Caxias começou mal. Mas cresceu  quando trocou de treinador. Beto Campos tem seis vitórias e dois empates.

Uma recuperação espetacular. Dois adversários respeitáveis para a quarta-feira de semifinal do Gauchão. Grêmio e Inter são favoritos, mas vale o mesmo das quartas de final: um jogo só é um perigo. Todo o cuidado é pouco.

É demais!

O Barcelona fez 4 a 3 no Real Madrid. Teve de tudo, principalmente futebol de qualidade. Dois dos maiores times do mundo fizeram sete gols. Messi, Benzema e Cristiano Ronaldo foram às redes. Teve até dois pênaltis mal assinalados. Isso nos dá ideia da qualidade que veremos na Copa com esses craques. O problema do Mundial é o Brasil e suas trapalhadas.