Deu zebra!

Leia o post original por celsocardoso

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Dos confrontos válidos pelas quartas-de-final do Campeonato Paulista, pertencia ao São Paulo o maior favoritismo.  O Penapolense, dos oito classificados, era o time de pior campanha. Faz sentido. Uma questão lógica. Porém, lógica e futebol nem sempre combinam. O que se viu no Morumbi, foi mais um exemplo disso. O time comandando pelo ex-santista Narciso, diante da torcida são-paulina, foi aguerrido, superou as limitações técnicas diante de um rival mais qualificado com forte marcação e boa dose de disciplina tática. O Penapolense conseguiu segurar um inexpressivo São Paulo até o final. Nos pênaltis, depois de um suado zero a zero, mostrou que estava preparado e esbanjou precisão; acertou as cinco cobranças, enquanto  Rodrigo Caio errou pelo Tricolor. Pelo que apresentou no jogo, o Penapolense chega pela primeira vez na história às semifinais do Paulistão com toda justiça.

Santos sem sustos

Nas semifinais, o Penapolense enfrenta o Santos que, sem dó ou piedade, goleou a Ponte Preta na Vila Belmiro. Na outra semifinal, o surpreendente Ituano se garantiu ao vencer o Botafogo em Ribeirão Preto, nos pênaltis, após um zero a zero no tempo regulamentar. O adversário do time de Itu sai do jogo de amanhã entre Palmeiras e Bragantino. A lógica aponta o favoritismo palmeirense. Mas depois de hoje no Morumbi, vai saber. Melhor esperar!