Inter mereceu a vitória no Gre-Nal

Leia o post original por Pedro Ernesto

Para ganhar do Grêmio por 2 a 1, na Arena, o Inter reuniu muito merecimento. Fez dois gols, obrigou Marcelo Grohe a fazer dois milagres e ainda teve o total domínio do jogo, mesmo no primeiro tempo quando perdia a partida. O Grêmio queria se defender depois de marcar o gol e sair no contra-ataque. Só que, no intervalo, Abel Braga colocou Alan Patrick pela esquerda e D’Alessandro pela direita. Os laterais do Grêmio deixaram de atacar e foram atacados.

Bem como diz Abel: antes que eles me ataquem, eu ataco eles. Dentro desta filosofia, o treinador colorado construiu uma vitória importante. Leva para o segundo jogo, que deve ser no Beira-Rio, uma vantagem importante, mas ainda não definitiva. Os dois times têm força para conseguir vitória. Ontem, foi a vez do Inter ser muito melhor e justificar plenamente sua vitória no Gre-Nal 400. A primeira vitória em um clássico na Arena.

Aposta

Foi Abel Braga que apostou em Rafael Moura. O mínimo que se dizia deste jogador era que ele tinha que ser mandado embora. Luciano Davi, o dirigente que o contratou, quase foi execrado por todos. He-Man está mostrando que Abelão fez muito bem em acreditar nele, apostar na sua recuperação.

O técnico pediu e ele baixou o peso. Agora tem mais movimentação. Mas, sobretudo, o camisa 11 tem a colocação de centroavante. Se jogarem a bola dentro da área, ele guarda. E, ontem, guardou duas vezes nas redes de Marcelo Grohe.

Cansaço

Um pouco do mau desempenho do Grêmio deve ser creditado ao cansaço que o time apresenta. Já na quarta-feira contra o Brasil-Pel, precisou de um clamoroso erro de arbitragem para eliminar o Xavante e passar para a final do Gauchão.

Ontem, ainda se segurou no primeiro tempo mesmo sem jogar muito, mas tinha o escore. Na segunda etapa, viu o Inter desfilar seu futebol, fazer dois gols e perder outros tantos, sem capacidade para reagir. Muito por causa da qualidade do Inter e do grande esquema tático colocado por Abel Braga. Mas um pouco pela repetição infernal de jogos.

DEMAIS

E lá vai o Grêmio outra vez. Na quarta-feira, tem um jogo difícil, contra o Nacional-Col, em Medellín. Mas antes do jogo, e depois do Gre-Nal, tem uma viagem que começaria às 5h de hoje até a longínqua cidade colombiana, onde o Grêmio faz seu penúltimo jogo nesta fase da Libertadores.

Mas o Grêmio tem Fábio Mahseredjian, um dos melhores preparadores físicos do Brasil. Só que ele não é mágico, e o Tricolor tem tudo para sentir muito na partida da quarta-feira.