Barcos desencantou e Grohe foi extraordinário contra o Nacional-Col

Leia o post original por Juliana Mello

Beleza de estádio

Estive no Beira-Rio ontem para ver a montagem do espetáculo Os Protagonistas, que marcará a reabertura do estádio no sábado. Será uma baita festa para registrar na história a reinauguração da casa dos colorados.

Mais de R$ 20 milhões foram investidos numa grande festa que vai contar a história desse grande clube. A emoção vai tomar conta do remodelado estádio e dos 50 mil torcedores que estarão presentes em suas cadeiras vermelhas. O Beira-Rio está lindo. Está leve e com as arquibancadas mais próximas do gramado. A distância foi encurtada para que os torcedores pudessem ver melhor o jogo. Ainda resta o entorno, mas está longe de ficar pronto. Menos mal que o asfaltamento do pátio do estádio começa hoje. Ainda faltam alguns detalhes, mas já dá para notar que ficou lindo demais.

Liderança

O Grêmio venceu o Nacional-Col e o cansaço pelo acúmulo de jogos e pelas viagens longas. Uma vitória muito significativa. Com 11 pontos e uma partida pela frente, contra o Nacional-Uru, em casa, vencendo, o Grêmio deverá ocupar uma das três primeiras posições entre os 16 classificados às oitavas.

Isso signica dizer que, nos mata-matas, a decisão virá quase sempre para a Arena. Uma vantagem que pode ser decisiva na busca do tri. Barcos desencantou, Grohe foi outra vez extraordinário e a postura do time no segundo tempo venceu em Medellín.

Porto Alegre

Nossa Capital receberá o grande Messi. Pode vir também Cristiano Ronaldo, com Portugal. Se não for ele, será a Alemanha, com seu grande time, favorito para ganhar a Copa. Mas ainda teremos a Holanda, a mesma que eliminou o Brasil na África do Sul. Há ainda a França e seus grandes jogadores.

Teremos milhares de turistas que precisam ser bem tratados. Isso envolve o turismo do Estado no futuro. O sucesso da Copa dependerá muito de nós, da segurança que pudermos dar aos milhares de visitantes e os preços justos a serem cobrados deles.

É demais!

O atento repórter Cláudio Dienstmann envia nota muito interessante e que prova que termos uma Copa, do ponto de vista técnico, de primeiríssima grandeza. Serão, segundo ele, 92 jogadores entre os oito finalistas da Liga dos Campeões da Europa. Estarão aqui no Brasil todas as seleções campeãs mundiais. E ainda vem Portugal com Cristiano Ronaldo. Pena que o Brasil não saiba se preparar.