Futebol do Corinthians teve queda de R$ 31,8 mi em receitas no ano passado

Leia o post original por Perrone

Em 2013, ano em que o Corinthians desafinou na Libertadores e no Brasileiro, o departamento de futebol do clube teve uma queda de R$ 31,8 milhões em receitas brutas (cerca de 10%), sem descontar os impostos. É o que mostra o balanço financeiro do alvinegro.

No ano passado, a arrecadação bruta do futebol foi de R$ 279,1 milhões contra R$ 310,9 em 2012, ano de conquista da Libertadores e do bicampeonato mundial.

A maior queda, no entanto, é referente ao dinheiro da TV e já estava programada. A receita caiu de R$ 153,7 milhões para R$ 102,5 milhões.

Com patrocínio e publicidade, entraram nos cofres corintianos em 2013 R$ 60,1 milhões. No ano anterior, essa arrecadação tinha sido de R$ 64,6 milhões.

Também houve diminuição na venda de ingressos: de R$ 35,1 para R$ 32 milhões. Não é possível saber exatamente quanto o clube perdeu com seu programa de sócio-torcedor. Isso porque esse valor é calculado junto com premiações, loterias e outras receitas. A redução foi de R$ 23,5 milhões para R$ 15,3 milhões.

O que aumentou foi a receita com venda de atletas. Ela subiu de R$ 33,8 milhões para R$ 69,1 milhões.

Já as despesas do futebol cresceram de R$ 233,2 milhões para R$ 248,2 milhões.

Na soma dos números do clube inteiro, o Corinthians apresentou em 2013 um superávit de R$ 1 milhão. Tinha sido de R$ 7,5 milhões no ano anterior.