Mereceu perder, agora é levantar a cabeça

Leia o post original por diego simao

Perdemos e merecemos perder. Mesmo com arbitragem ruim, onde o pau roncou e o gol da vitória veio de um jogador que deveria estar expulso, o alvinegro voltou com resultado que merecia.

Vinícius Eutrópio, que elogiamos aqui, hoje merece a crítica. Com o time que montou não sairia de Joinville com a vitória. Apesar dos desfalques, preferiu montar a equipe com Lúcio Maranhão que afundou o ataque alvinegro. E no momento que se pediu para os atacante conter o avanço dos alas do time da casa o Figueirense praticamente morreu.

A partida pedia um Figueirense com maior mobilidade, e mesmo assim, se apostou em Lúcio Maranhão. No meio, somente Giovanni Augusto não salva. O meia que melhorou demais de produção, foi capaz de fazer o passe que culminou em gol. Entretanto, nada é possível sem uma marcação decente no meio de campo. A falta de volantes que realmente controlem o meio faz muita falta.

Em suma, Vinícius joga com muitos desfalques, mas isso, em si, não justifica a escalação de ontem. Deixar Ricardo Bueno, a esperança de muitos no ataque, frustou muitos alvinegros e se mostrou errada no decorrer da partida.

Agora, com a derrota, o Figueirense depende de uma vitória simples. Menos mal que conseguiu segurar o ímpeto do JEC com certa capacidade, afinal, é a defesa o melhor setor do time. Mesmo assim, é bom lembrar, Volpi precisa sair mais do gol. Fez defesas importante, mas ao cruzar na área, o goleiro poderia interferir mais.

De qualquer maneira nada está perdido. Domingo é o dia para Vinícius fazer o que sabe melhor: tirar uma vitória inesperada da cartola. Atuar como fez contra o Criciúma seria suficiente para o alvinegro ter capacidade de reverter a situação. Aliás, ter que vencer poder ser uma benção para um time que não soube administrar a vantagem. É hora de levantar a cabeça e fazer o resultado.

Outros toques

Saci – O lateral merecia ser expulso, usou da violência. Mesmo assim é preciso reconhecer que fez grande partida. Em grande parte, tamanha “vontade” de jogar veio da forma com que foi dispensado ano passado. Parece que dispensar desastrosamente atletas é uma especialidade dessa direção.

Trapalhada – Quem leu o Cacau Menezes (no Diário Catarinense) de hoje (7), viu um parágrafo em que o colunista fala que Wilfredo confia tanto na vitória que teria reservado para a “festa” do título. É ridículo, após perder ainda neste domingo, deixar passar isso para o colunista que tem alcance estadual e com certeza vai ser usado para elevar os ânimos do time adversário. Deslize complicado do presida.

Lúcio Maranhão – Foi um jogador a menos em campo, e por tudo que tem feito, tem que ter seu futuro no clube reavaliado.

Promoção – O Figueirense, para a Copa do Brasil, abriu promoção. Cada sócio pode levar um acompanhante para o jogo de volta nesta quarta. Uma medida acertada, afinal, do jeito que anda difícil encher o estádio, tem que sim promover esse tipo de promoção. Veja informações aqui.

Abraço do Tainha