Às vezes o grandão perde, viu Santos?

Leia o post original por Neto

Koke e Villa comemoram o gol da classificação do Atlético de Madrid

Koke e Villa comemoram o gol da classificação do Atlético de Madrid

Hoje a maioria esmagadora das pessoas tinha certeza da classificação do grandão Barcelona diante do pequeno Atlético de Madrid pelas quartas da Liga dos Campeões. Mas não é que o time do técnico argentino Diego Simeone surpreendeu o mundo da bola? Mostrou um futebol competitivo, de marcação forte e saída rápida no contra-ataque, e garantiu vaga nas semifinais do maior torneio de clubes do planeta. Acho o exemplo perfeito para encaixar com o Santos, que está na decisão do Paulistão contra o Ituano.

O Peixe é mais time? Lógico que sim! Tem um elenco mais qualificado e um técnico de maior experiência? Claro! Mas isso não significa vitória certa. O futebol é jogado e o lambari é pescado (com o perdão da expressão!). Portanto se o Oswaldo quiser que sua molecada fique com o título vai ter de jogar bola. E jogar bem porque a turma do interior está muito bem entrosada e fazendo um trabalho de meio-de-campo acima da média.

Ah, vale lembrar também que nos últimos 20 anos aconteceram apenas duas vezes do time que ganhou a primeira final reverter o resultado no duelo derradeiro. E os principais jogadores do time tem que chamar a responsabilidade pra valer, né? Da mesma forma que Cícero, Geuvânio e Damião dormiram na primeira decisão do Estadual; Neymar, Messi, Xavi e Iniesta foram muito bem marcados pelos jogadores do Atlético de Madrid. Por isso aposto em ambos para as duas conquistas. É verdade que com pesos diferentes, mas histórias bem parecidas.