Grande decisão: a vantagem é toda do Internacional

Leia o post original por Pedro Ernesto

Claro que seria melhor se o Gre-Nal fosse no Beira-Rio. Até o Grêmio queria que fosse, o que é estranho porque o Centenário nivela o fator local. Mas, ainda assim, temos uma grande decisão pela frente. Vamos a Caxias onde sempre saboreamos um galeto da melhor qualidade, onde trafegamos por uma estrada de belas paisagens – agora atalhando pela novíssima BR-448 – e tendo contato com uma cidade muito agradável.
A vantagem é toda do Internacional. Tem os 2 a 1 da Arena, ficou treinando durante a semana, enquanto o Grêmio disputava uma partida pela Libertadores contra o Nacional-Uru, e tem todos os titulares. Vantagem. Nada mais do que isto. Nunca a certeza de que já ganhou, porque em Gre-Nais se vê tantas surpresas. É sempre muito bom respeitar o adversário.
O Inter quer o tetra campeonato. Pode parecer pouco ganhar o Gauchão, mas é o que tem aparecido, ultimamente, para a dupla Gre-Nal. Aliás, o Grêmio nem isto tem conseguido e, por esta razão, a direção tratou de dar valor a este campeonato, mesmo estando jogando a Libertadores. Os dois querem muito este título e, por isto, concluo que teremos uma grande decisão.

Estadista
A entrevista coletiva do treinador Abel Braga sexta-feira, no Beira-Rio, foi de estadista. Abelão tratou de minimizar o fato de jogar em Caxias do Sul, falou do Grêmio com muito respeito e reconhecimento de ter uma grande equipe, ser um grande clube e ter uma grande torcida. Não economizou em elogios para o treinador Enderson Moreira.
Uma entrevista civilizada e com muita categoria. Abelão lembrou ainda que não quer seu time jogando com vantagem. Isto pode determinar um recúo desnecessário, uma atitude de já ganhou, etc. Enfim, o treinador colorado sabe que precisa respeitar o adversário e sabe da importância de levantar este caneco.

Torcida
Claro que o Estádio Centenário vai lotar. Sou do tempo em que as pessoas assistiam ao Gre-Nal com civilidade e, terminado o jogo, iam para suas casas com a alegria da vitória ou a tristeza da derrota. É do jogo.
Infelizmente, a sociedade regrediu e o que se vê hoje são enfrentamentos de torcedores. E o que é pior: as brigas não só ocorrem entre torcidas de times diferentes. Aliás, não dá para dizer que são torcidas. São bandos de marginais de comportamento tribal que disputam poder e dinheiro que os dirigentes dos clubes teimam em dar. Mas neste Gre-Nal, vou torcer para que nada aconteça.

Márcio Chagas
Ele será o responsável pela arbitragem deste Grenal. Não tenho dúvidas quanto a sua capacidade. Sua escalação, pelo menos antes de começar o jogo, é certeza de que teremos um apitador de grande qualidade.
E esta é uma semana importante para este árbitro. Na quinta feira ele esteve na sala do TJD da Federação Gaucha de Futebol e assistiu a penalização do Esportivo com nove pontos retirados e seu rebaixamento para a Segunda Divisão. Neste domingo, apita o Gre-Nal decisivo do campeonato. São muitas emoções.