Santos carrega desgaste entre jogadores e cartolas para decisão

Leia o post original por Perrone

O Santos decide neste domingo o título paulista, contra o Ituano, sob os efeitos do desgaste no relacionamento entre jogadores e dirigentes.

Apesar de a diretoria ter quitado os direitos de imagem atrasados na última quinta, o atraso não foi bem digerido pelo elenco. Sobrou uma rusga entre os líderes do grupo e o superintendente de futebol André Zanota, que foi cobrado por atrasos nas remunerações. Para os atletas, a direção demorou a dar explicações e esclarecer quando pagaria, precisando ser cobrada pelos jogadores, isso em plena decisão do Estadual.

Por sua vez, a cartolagem alega que o atraso foi mínimo e que houve uma conversa normal entre Edu Dracena, como representante do grupo, e Zanota.

Mas a falta de pagamento em dia não é o único motivo de descontentamento dos atletas. Para amigos, jogadores reclamam de a diretoria não ter brigado mais para jogar uma vez na Vila Belmiro na decisão. Entendem que a equipe teria mais chances de título atuando em casa. Já a diretoria alega que nada poderia fazer contra o regulamento do campeonato que dá o poder de decisão dos locais da final à Federação Paulista.

O saldo do episódio é que o time entra em campo precisando da vitória com pressão dobrada. Parte dos conselheiros crê que o desempenho da equipe na derrota no primeiro jogo foi prejudicado por conta dos direitos de imagem atrasados. Há entre conselheiros da oposição até quem queira protestar contra o time na porta do CT, em caso de perda do título.