Com todos os méritos!

Leia o post original por celsocardoso

Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Como poucas vezes acontece no futebol, o pequeno derrubou o grande contrariando a lógica e as previsões nada favoráveis. O Ituano sempre foi a surpresa. Contra o Palmeiras nas semifinais, quando venceu a primeira da final contra o Santos e, não obstante, na decisão de hoje apesar da vantagem obtida na ida.

No primeiro tempo, diante de um Santos não muito inspirado, o Ituano parecia mais interessado em catimbar e segurar o jogo, ratificando sua condição de “pequeno”, até que foi punido com um pênalti discutível nos acréscimos. Parecia que a lógica iria prevalecer no Pacaembu com mais de 30 mil santistas. Na segunda etapa, entretanto, a conversa do jovem professor Doriva com seus alunos surtiu efeito. O Ituano resolveu jogar como gente grande. Foi pra cima, tocando a bola e envolvendo o rival. Esbarrou em suas limitações ofensivas mas fez o suficiente para levar a decisão para os pênaltis. E nos pênaltis…  Bom, você já sabe, Ituano campeão! Com a justiça que premia os valentes. Um time que fez do conjunto sua grande arma e se superou em dois jogos, o que até duas semanas atrás parecia pouco provável. O Santos, é verdade, não fez por merecer melhor sorte, fato que nem de longe tira o mérito do clube do interior!

Parabéns, Ituano! E repito aqui: “nada como um dia após o outro”