Só assim

Leia o post original por JC

Como havia dito no post anterior, em condições normais e sem favorecimentos, as coisas ficariam ruins para a mulambada. O Vasco dominou grande parte do jogo (chegamos a ter 73% da posse de bola), teve diante de si um adversário que jogou apenas para segurar o resultado e marcamos o gol que nos daria o título. Mas bastou um lance para lembrarmos que, “condições normais” numa partida contra a urubulândia é acontecerem “erros” da arbitragem favorecendo os mesmos. E vimos o Vasco perder o Estadual por conta de mais uma pixotada grotesca do trio de arbitragem.

Falando do time, Adilson acabou escolhendo o pior dos dois mundos: a única justificativa para se colocar o Barbio em campo era manter o mesmo esquema com o qual o Vasco vinha jogando, com três atacantes. Agora, se era pra mudar a formação do time, certamente haveria gente mais qualificada para colocar em campo.

Com essa decisão, perdemos em poder de penetração e atacamos muito menos do que deveríamos, já que precisávamos da vitória. O primeiro tempo foi um duelo entre quem não queria contra quem não conseguia jogar. Interessados no empate, a mulambada apenas se defendeu; sem criatividade na frente, o Vasco não conseguia levar perigo. Apenas no finzinho da etapa inicial levamos perigo, em chute de Diego Renan que obrigou o goleiro framenguista fazer boa defesa.

No segundo tempo, as coisas precisavam mudar e mudaram um pouco. O Vasco foi um pouco mais agressivo, o Framengo seguia esperando os contra-ataques. O juiz expulsou um de cada lado, os espaços aumentaram e o Vasco conseguiu abrir o placar: Pedro Ken recebe excelente passe de Thalles e é derrubado na área. Douglas bate e deixa o Vasco na frente.

Faltavam pouco minutos, o Vasco vinha se segurando. Até que aos 45 minutos, em um escanteio, a mulambada marca seu gol de empate, em lance impedido não muito complicado de marcar. Mas não foi marcado.

Resultado: mais um ano na fila pelo Estadual, mais um jogo em que não conseguimos a vitória por erros de arbitragem e mais um monte de gente falando com todo orgulho que “roubado é mais gostoso”. O que é até compreensível, já que sem “erros” da arbitragem, quase não haveria títulos para o Framengo.

***

Agora, além do gol de ontem, dois dos melhores momentos do Estadual…

As imagens falam mais que qualquer argumento. Que os erros de arbitragens são comuns, ok, todos sabemos. Mas nunca erraram tanto, de forma tão bizarra, sempre no mesmo confronto e para o mesmo lado.

Mesmo que tenha havido erros do Adilson, que o time tenha recuado muito após abrir o placar ou mesmo que o Rodrigo tenha saído no momento errado de campo, é um absurdo culpar a perda do título a qualquer um desses fatores. O Vasco foi clamorosamente prejudicado e ponto. Nada poderia ser mais definitivo que isso.

***

Não podemos deixar de dar os parabéns à nossa valorosa federação, pela organização de um campeonato coroado com tamanho sucesso. O final desse Estadual foi o mais apropriado possível para uma competição deixada nas mãos competentes da FFERJ.

***

Quem quiser ler mais a respeito dos temas desse post podem visitar a fanpage do Blog da Fuzarca no Facebook e acessar os links das matérias que tratam desses assuntos. O link também está no meu twitter: @jc_CRVG.