Técnico do Santos é criticado por tirar Damião antes de pênaltis

Leia o post original por Perrone

No decorrer do Campeonato Paulista, Oswaldo de Oliveira foi alvo de queixas de conselheiros do Santos por manter Leandro Damião como titular. Mas,após a perda do título para o Ituano, houve uma inversão. O treinador é criticado justamente por ter tirado o atacante no segundo tempo, quando Gabriel entrou em seu lugar.

A reclamação é de que o técnico errou ao tirar um jogador experiente diante da iminência de uma disputa por pênaltis, que aconteceu e foi vencida pelo time do interior. “Ele acabou preservando o Damião e deixando os meninos na fogueira. Damião merecia ter saído no intervalo. Agora tirar aos 33 minutos do segundo tempo foi para proteger o Damião dos penais. Oswaldo de Oliveira é um Geninho repaginado”, disse Celso Leite, conselheiro da oposição santista. O blog não conseguiu localizar Oliveira pelo telefone.

Mas não são só os opositores que criticam a substituição. Também há entre os conselheiros alinhados com a diretoria quem se queixe de Damião não ter ficado em campo para cobrar um dos pênaltis.

Apesar das críticas contra o treinador, não existe risco de ele perder o emprego agora. Internamente, dirigentes só demonstram uma ponta de insatisfação por ele ter se queixado publicamente de o time não fazer uma das partidas da decisão na Vila Belmiro. Os jogadores também reclamaram, mas os dirigentes sustentam que não poderiam ir contra o regulamento da competição, que dá à Federação Paulista o direito de definir os locais das finais.