Copa tem até alambrado em praia para separar seleção estrangeira

Leia o post original por Perrone

O Diário Oficial da União publicou nesta terça uma das ações mais inusitadas dos governantes para atender a seus parceiros na Copa do Mundo. A prefeitura de Vitória foi autorizada a colocar um alambrado numa pequena faixa de praia na Ilha do Boi, bairro da capital do Espirito Santo, impondo limite aos frequentadores do local público. A justificativa é proteger as seleções de Austrália e Camarões.

A aprovação foi dada pela Superintendência do Patrimônio da União no Espírito Santo, órgão ligado ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

De acordo com a portaria, a separação será instalada numa faixa de praia de aproximadamente 3 m x 3 m na divisa do Hotel Senac com a área pública. O texto afirma também que o objetivo é oferecer uma barreira física num acesso vulnerável ao hotel que receberá as seleções de Austrália e Camarões. Porém, segundo o Portal Brasil, do Governo Federal, os camaroneses não ficarão lá, mas no Hotel Sheraton da Praia do Canto, também em Vitória.

Ainda conforme a portaria, a instalação do alambrado garante a segurança das delegações, “o que é compromisso firmado entre Município, Estado e Governo Federal com a Fifa”. Mas a medida depende de aprovação de outros órgãos das três esferas de poder, especialmente da área ambiental.

A prefeitura tem até 30 dias após o Mundial para retirar a cerca do local.

Então, estamos combinados. Durante a Copa vale até cercar um pedacinho de praia para agradar à Fifa e às  seleções participantes.