Como presidente do SPFC, Aidar promete manter distância de Muricy

Leia o post original por Perrone

Como presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar pretende falar o mínimo possível com o técnico Muricy Ramalho. E quando tiver que falar, vai exigir a presença de seu vice-presidente de futebol, não anunciado até a publicação deste post.

“A única coisa que já está bem clara sobre o futebol é que as pessoas da comissão técnica não vão falar comigo. Só vão conversar comigo quando o vice de futebol estiver ao meu lado porque quero uma coisa mais participativa (em relação aos demais dirigentes). O Juvenal Juvêncio fala diretamente com o técnico. Respeito, mas não vou fazer isso”, disse Aidar ao blog.

Indagado sobre se acredita que o elenco atual precisa ser reformulado, ele disse que isso vai ser decidido numa conversa entre seu futuro vice e o treinador. Ele não participará da reunião. “Eu também não vou ensinar jogador a cabecear”, afirmou. A frase remete ao ex-presidente são-paulino José Augusto Basto Neto, que teria tentado ensinar a zaga da equipe a cabecear.

O estilo pregado por Aidar é oposto ao de Juvenal, que apoiou sua candidatura. JJ chegou a afastar da concentração o zagueiro Paulo Miranda, contrariando o técnico Emerson Leão.