Novo vice da Portuguesa diz que “Série A e Série B vão parar”

Leia o post original por blogdoboleiro

As Séries A e B do Campeonato Brasileiro podem ser paralisadas no meio das duas competições. Esta é a previsão de José Luiz Ferreira de Almeida, advogado da Portuguesa de Desportos que, em entrevista ao Blog do Boleiro, disse esperar por novas ações de torcedores do time que foi rebaixado para a segunda divisão depois de punido pelo STJD. Ele previu tambêm que o Tribunal de Justiça de São Paulo deve dar ganho de causa ao clube paulista “nos próximos 15 ou 20 dias”.

Nesta terça-feira, ele será empossado como o novo vice-presidente jurídico da Lusa. Aliás, o ex-vice Valdir Rocha só será oficialmente desligado do clube amanhã.

Ele esteve envolvido no caso que culminou com o rebaixamento da Lusa, depois de ter sido punida pelo STJD com perda de quatro pontos. O clube foi considerado culpado por ter colocado o meia Héverton em campo na partida contra o Grêmio, válida pela última rodada da Série A do ano passado.

Orlando Cordeiro de Barros substituiu Valdir, que se tornou suspeito de “ter esquecido” de informar a comissão técnica de que Héverton tinha sido suspenso por dois jogos e não poderia ser relacionado sequer para a reserva. Valdir nega o erro. Orlando pediu demissão na última sexta-feira, por não concordar com a decisão de Lico em colocar o time em campo contra o Joinville.

Leia a seguir a entrevista de José Luiz Ferreira de Almeida:

Blog do Boleiro – Em que divisão do futebol brasileiro está a Portuguesa?
José Luiz Ferreira de Almeida – Por enquanto, na Série B. Mas os processos continuam e duas ações, uma da Portuguesa e outra do Ministério Público de São Paulo estão no Tribunal de Justiça-SP para serem julgadas. O Desembargador não cassou definitivamente a ação que movemos na 43ª Vara Cível. Ela suspendeu os efeitos da liminar, não a ação. O mesmo acontece com a ação do Ministério Público que é mais abrangente do que a nossa. O MP pede que o Flamengo também recupere os quatro pontos tirados pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva. Então, acredito que, em 15 ou 20 dias, vamos ter novidades.

Que novidades?
Acho que uma destas ações será julgada neste prazo. É um feeling que tenho. E, neste caso, a Portuguesa de Desportos vai ganhar a causa. Mesmo que o julgamento se estenda por anos, é certo que a Portuguesa tem o direito de permanecer na Série A.

Se sua previsão estiver correta, a Série B vai parar?
A Série B e a Série A podem parar.

Neste domingo, o presidente Ilídio Lico disse que a Portuguesa vai jogar a Série B. Não é uma decisão permanente?
O Lico não tem informação jurídica. Quando disse que vai desistir e jogar na Série B, ele quer dizer que a liminar da 3ª Vara Cível era a última que determinava a volta do clube à Série A. Por isso, ele disse que vamos disputar a Série B. O pessoal do futebol, comissão técnica e jogadores, estão orientados a se prepararem para o jogo contra a Santa Cruz, no sábado. Mas se amanhã aparecer outra liminar, vamos ter que repetir o que fizemos contra o Joinville: não jogar.

Mas vão aparecer novas ações?
Ah vão, a gente sabe que há outros torcedores buscando os direitos na Justiça.

Vocês temem punições da CBF pelo o que aconteceu no jogo contra o Joinville?
A CBF não tem respaldo para isso. Nós entramos em campo em respeito à torcida e à cidade de Joinville. Mas, por decisão judicial, a Portuguesa estava na Série A. Para a Portuguesa, os 17 minutos de bola rolando não acontecerem. Não teve jogo. Foi inexistente. Não se caracteriza nem W.O. Um dos nossos jogadores até fez a coleta para o exame anti-doping, mas foi por precaução.

O presidente Ilídio Lico foi ameaçado de prisão por um oficial de justiça em São Paulo?
Não houve isso. O que houve é que o torcedor Renato de Britto Azevedo deu uma entrevista ao vivo, na Sportv, dizendo que entraria com queixa-crime contra a CBF e contra a Portuguesa, se nosso time entrasse em campo. Esta informação chegou até o Lico, que decidiu mandar tirar o time de campo. Esta ordem demorou um pouco até chegar em Joinville, onde o filho dele estava com a delegação. Por isso, a equipe chegou a começar o jogo.

E a possibilidade de vocês serem rebaixados para a Série C?
Não existe nenhuma penalidade como esta por este motivo. Nem pelo fato de termos entrado na Justiça Comum. Se não, vai ter muito time para cair: São Paulo, Botafogo, Icasa, Betim e outros já fizeram isso.