Corinthians gasta R$ 960 mil por mês com jogadores emprestados

Leia o post original por Perrone

Pelas contas da direção corintiana, o clube gasta R$ 960 mil mensais para pagar parte dos salários de jogadores que estão em outras equipes por empréstimo.

Só o agora são-paulino Pato (R$ 400 mil), Douglas (R$ 150 mil), no Vasco, e Sheik (R$ 260 mil), emprestado ao Botafogo, representam uma despesa de R$ 810 mil por mês. Os valores se referem à metade do que cada um recebe mensalmente.

Em 2014, já foram gastos também cerca R$ 150 mil mensais com atletas menos badalados, como o volante Nenê Bonilha, que disputou o Estadual pelo Audax, o goleiro Renan (Botafogo-SP), e o zagueiro Yago (Bragantino).

A despesa com jogadores que defendem outras equipes é alvo de queixas de conselheiros do clube. Os críticos afirmam que o gasto é um pouco maior: R$ 1,05 milhão por mês. E a bronca é principalmente com a verba relativa aos atletas que assinaram contratos longos e pouco atuaram pelo clube, caso de Renan. O goleiro tem contrato até a metade de 2016 e custou aproximadamente R$ 5 milhões.

Por sua vez, a diretoria não vê o pagamento de parte dos salários de Pato, Sheik e Douglas  como desperdício. Contabiliza como economia de R$ 810 mil mensais. Com a quantia economizada, o clube poderá pagar os salários de Elias e Jadson, que eram contratações prioritárias para Mano Menezes.