Rhodolfo e Wendell vão fazer muita falta

Leia o post original por Pedro Ernesto

O Grêmio viajou para Buenos Aires para enfrentar um jogo importantíssimo. Numa fase complicada, com derrotas e goleada em Gre-Nais, mau início no Brasileirão, o desafio é repetir tudo que o time fez de bom na Copa Libertadores, na qual é o segundo melhor da América, está invicto e levou apenas um gol. Paradoxal este time gremista.

Como se não bastasse os maus resultados dos últimos jogos, agora tem os desfalques. Dois jogadores de muita importância não embarcaram para a capital argentina por lesão. O zagueiro Rhodolfo tem problema muscular e Wendell sofreu uma torção no tornozelo. Vão fazer muita falta. Bressan deve fazer companhia a Werley, que vive uma fase ruim, e Breno ou Léo Gago, um dos dois ocupará a lateral esquerda.

Mas não é hora de lamentar eventuais ausências. A hora é de dar força aos que vão a campo, tentar remotivar jogadores abatidos com os últimos insucessos, lembrar as apresentações da própria Libertadores e buscar um resultado que seja reversível no jogo do dia 30, na Arena.

Presidente
Fábio Koff sentiu que precisava estar junto dos jogadores neste momento de alta dificuldade. O jogo de quarta-feira pode ser o da consagração ou do fracasso do primeiro semestre. Os jogadores estão em pânico pelos últimos resultados. A comissão técnica também precisa receber a força dos seus dirigentes.

Koff é o nome forte da direção do Grêmio. Ele, e mais ninguém, é capaz de reunir os profissionais do vestiário e transmitir-lhes carinho, entusiasmo e cobrança. Foi isso que o velho dirigente fez ontem pela manhã quando apareceu no Estádio Olímpico. Os profissionais precisam desta cobertura neste momento que é muito complicado.

Beira-Rio
O entorno do Beira Rio tem trabalhos em ritmo alucinante. Ainda não conseguimos ver a beleza daquela parte da cidade porque ela está cheia de máquinas, de entulhos, sem seus acabamentos. O secretário de gestão da prefeitura de Porto Alegre, Urbano Schmidt, promete que a Padre Cacique ficará pronta logo, que o viaduto Pinheiro Borda está próximo de ser finalizado, que a Edvaldo Pereira Paiva também estará completa depois que a prefeitura conseguiu retirar as oito árvores que foram pontos de discórdia com os moradores.

Este pedaço da cidade em mais 45 dias vai ser um cartão postal de Porto Alegre. Um grande legado da Copa do Mundo para a Capital e para os moradores da Zonal Sul.

Investimento
O Inter já sabe como convencer investidores para garantir os US$ 5 milhões (R$ 11,5 milhões) para contratar o jogador Aránguiz. Os grandes jogos que ele tem feito, rivalizando com D’Alessandro a condição de melhor jogador do time e ainda tem a Copa do Mundo.

A própria imprensa chilena acompanha o grande momento vivido pelo jogador no Inter e se empolga com a certeza de que ele será destaque da seleção durante a Copa. Com tantas credenciais, penso que não será difícil para os dirigentes colorados encontrar endinheirados dispostos a colocar uma pequena fortuna e investir num jogador desta qualidade.