Cúpula do Santos agora crê que se iludiu com novos Meninos da Vila

Leia o post original por Perrone

A fábrica de talentos Meninos da Vila está sob desconfiança. Internamente, existe a avaliação na cúpula santista de que houve ilusão com a atual fornada de jogadores feitos em casa. Principalmente por causa das goleadas aplicadas pelo time durante a fase de classificação do Campeonato Paulista.

No auge das vitórias fáceis, a direção acreditava ter em mãos mais uma geração de craques pronta para dar shows, conquistar títulos e gerar lucro. Porém, os dois jogos da decisão estadual e a perda do título para o Ituano mudaram o status da garotada.

A conclusão é de que os meninos sentiram a pressão e que ainda não provaram poderem manter no time profissional o nível demonstrado nas categorias amadoras.

Nas palavras deu um dos dirigentes santistas ao blog, agora está claro que o time afundará se jogar o Brasileirão tendo como base os novatos.

Nos dois jogos da decisão Estadual, o clube utilizou Geuvânio, Gabriel, Alison, Emerson e Stéfano Yuri que passaram pelas categorias de base do alvinegro praiano.

Mas há queixas também relação a jogadores mais experientes, como Aranha, Cícero e Arouca por nenhum deles ter atuado em campo como líder para sacudir os novatos diante do Ituano.

A análise da direção sobre os meninos contrasta com a opinião de conselheiros que tradicionalmente defendem as categorias de base. Eles continuam pedindo mais espaço para os jovens e reclamam de o técnico Oswaldo de Oliveira supostamente não proteger as revelações como deveria.