Sai! Sai desse corpo que não te pertence!

Leia o post original por K.O.N.G

“São Longuinho, São Longuinho, liberta o Ronaldinho.”

Fala, cambada!

O Galo X Grêmio desse domingo pode perfeitamente ser um dos jogos decisivos da Libertadores caso os dois times façam o dever de casa na próxima semana. A situação de ambos é idêntica: reverter o placar adverso de 1X0, diante de sua torcida. Nenhum dos dois terá vida fácil, pois Atlético Nacional e San Lorenzo são times enjoados e prometem dificultar as coisas. Por agora, as atenções se voltam para o campeonato nacional, mesmo sendo essa uma tarefa difícil dada a decisão que se aproxima. Como os times entrarão em campo hoje? Como será a peleja?

Posso falar pelo lado atleticano: a motivação é a estréia de Levir Culpi e nada mais. Junto com ela a esperança de voltar a ver o Galo ser o Galo dos últimos anos: um time ofensivo, envolvente, versátil e raçudo. Um time com fome de bola e de títulos. Será que em tão pouco tempo conseguiremos nos livrar da inhaca do Autuori e seu esquema ultradefensivo? Será que Levir, em apenas dois dias, conseguirá fazer o Galo jogar bola como time grande? Não dá pra saber. Pode ser que esse “fato novo” tenha feito o time finalmente acordar e de uma hora para outra a coisa comece a fluir. Pode ser que sejam necessários mais alguns dias para que Levir consiga exorcizar nossos craques. Há quem diga que o Serginho baixou no R10 e que Tardelli está possuído pelo espírito do Gedeon. Sal grosso, cabeça de alho e água benta neles… sai desse corpo que ele não te pertence, espírito maldito!

Iremos com o time completo, mesmo porque esses caras precisam se enquadrar rapidamente à filosofia do samurai alvinegro. O placar final nem importa tanto, desde que o futebol apresentado seja completamente diferente de tudo o que vimos em 2014.

No fim das contas, o que vale mesmo é o jogo de quinta-feira.

#GaloSempre

Sobre minha saída do Terreirão. Vocês ficariam surpresos ao saber quão engraçada é a vida. Diria até que ela é danada, ordinária e que muitas vezes a gente realmente não sabe de nada, inocente. Foi assim comigo. Assim que pedi meu desligamento no globoesporte uma chuva de mensagens no twitter, no e-mail do blog e nos comentários me fez ver que nem tudo é do jeito que parece. Até os caras do portal me ligaram pra saber o que estava acontecendo. Confesso que me emocionei. Sim, isso é difícil de acontecer e quem me conhece pessoalmente sabe disso. Aí vi que não dá pra pular do barco agora, mesmo com todos os compromissos e dificuldades. Valeu a todos pelas palavras, tenham certeza que foram elas que me fizeram não desistir. Tamo junto, segue o jogo. Vem mãinha… diga ao povo que fico.