Alan Kardec, pai,diz: “Meu filho não é mercenário”

Leia o post original por blogdoboleiro

Alan Kardec, pai, anda querendo ficar em silêncio até que o destino do filho, atacante que ainda tem contrato com o Palmeiras, esteja definido. Mas ele já detecta um problema e vai sair em defesa do jogador se esta ameaça acontecer: “Só estou pretendendo falar se começarem a dizer que meu filho é mercenário. Aí vou ser mais contundente”, disse ao Blog do Boleiro. "Ele não é mercenário. Só nós sabemos o esforço que fizemos para que ele continue no Palmeiras", completou.

Pai e empresário do filho, Alan não quis dizer 1) se existe já um contrato assinado entre São Paulo e Alan Kardec e 2) se realmente o jogador comunicou ao presidente Paulo Nobre, do Palmeiras, que estava deixando o clube. Mas uma frase deu a entender o que está acontecendo: “Nós concedemos o que podíamos conceder. Infelizmente não deu certo, não deu certo e ponto”.

Alan Kardec, filho, tem um acordo com o São Paulo. Já acertou inclusive quanto vai ganhar se deixar o Palmeiras e começar a treinar no CT da Barra Funda, vizinho da Academia de Futebol. Não se sabe se ele vai aparecer para trabalhar na tarde desta segunda-feira, quando o time palmeirense volta a treinar depois da derrota para o Fluminense por 1 a 0, no último sábado.

Uma indiscrição do presidente tricolor Carlos Miguel Aidar, informando que o atacante já é do São Paulo, deixou muita gente de boca aberta. No Pacaembu, o técnico Gilson Kleina foi informado pela repórter Ana Thais Matos, da Rádio Globo, das declarações de Aidar. O rosto do treinador mostrou a surpresa e decepção: “É um jogador que a gente não pode perder”, disse depois por telefone.

Alan Kardec, pai, soube do agito no Pacaembu através do Blog do Boleiro que o procurou para saber se ele estava assistindo televisão. Depois de sintonizar num canal que mostrava a movimentação no vestiário, ele pediu uns minutos para voltar a falar. Quando retornou a ligação, ele admitiu: “Estamos mexidos com tudo isso. Isto provocou um desequilíbrio na gente”, disse referindo-se a ele mesmo e ao filho.

Neste domingo à noite, Alan Kardec, pai, disse também que nada está definido. “Todas as possibilidades ainda estão em aberto. Nada é definitivo”, afirmou deixando margem para uma reviravolta. Para isso, como o Blog do Boleiro informou na sexta-feira por volta das 14h00, o Palmeiras vai ter que encontrar um jeito de subir sua proposta e convencer Alan Kardec, jogador, que ele não estava sendo enrolado.