San Lorenzo não é nada demais, mas oferece perigos

Leia o post original por Pedro Ernesto

Esta claro que o San Lorenzo não tem nada demais. Um time comum, sem grandes jogadores. Não assusta ninguém. Mas existem perigos evidentes no jogo de amanhã. O Grêmio não pode sofrer gols. Tem que se equilibrar nas funções de atacar porque precisa de dois gols, mas não pode dar espaços ao contra ataque.

Os jogadores gremistas não podem ter ataque de nervos com as provocações argentinas, que certamente virão. A tranquilidade tem que ser uma arma fundamental. Os argentinos, por vezes, são melhores longe de suas casas. Não e uma decisão fácil, mas muito possível de redundar em classificação do Grêmio.

Volantes
A pesquisa interativa do programa Sala de Redação mostrou que 97% dos torcedores do Grêmio querem apenas dois volantes. Seria uma atitude agressiva de quem precisa marcar gols. Isso não significa, necessariamente, ser mais ofensivo. O que precisa é jogar bem seja qual for o esquema. Quem tem essa desvantagem não pode errar no jogo.

Torcida
Imagino a Arena completamente lotada de torcedores do Grêmio. Mas só a presença não basta. Será preciso entender as dificuldades que certamente acontecerão. Um jogo para ter paciência, para mostrar solidariedade aos jogadores. Não é uma partida comum. Nas decisões, o aspecto psicológico pode definir. Os argentinos são frios, catimbeiros e manhosos. O papel do torcedor pode ajudar muito o time em campo.

É demais
O Inter largou bem nos dois jogos do Brasileirão. No segundo tempo, desabou. Diferente dos Gre-Nais, quando teve melhor atuação no segundo tempo. Esse é o desafio colocado para o técnico Abel Braga. O time precisa produzir nos dois tempos. Está reaberta a discussão sobre a necessidade de o time jogar com dois volantes.