Entre um selfie e uma entrevista, o Vasco hoje

Leia o post original por Bruno Maia

Muitas notícias sacudindo o noticiário futebolístico cruz-maltino, no dia em que vamos dar ao Treze o que é de todo alvinegro por direito: a eterna freguesia.

Para começar, não dá pra deixar de comentar a decisão de Felipão de deixar o Mito de fora da Copa para que aprenda que trocar time grande por pequeno tem seus preços. No momento atual, beleza, ele acabou sendo campeão brasileiro enquanto nós fomos rebaixados. Mas em troca, perdeu a Copa do Mundo. Fico triste por ele, como todo vascaíno sou fã do Dedé, mas é o preço, camarada.

Lucas Crispim chegou pra dar alegria ao Instagram vascaíno. Lucas Crispim é o rei do selfie, Lucas Crispim é rock’n roll

Quer dizer, Lucas Crispim é paz-e-amor…

Crédito: Instagram do jogador

Ou melhor, Lucas Crispim é parça (e ex-cunhado!) do Neymar de longa data!! É Tóissss!!

crédito: Instagram do jogador

A parada é saber se Lucas Crispim vai é jogar bola! Bom de redes sociais, ele é. E, de novo, mais um jogador que chega com contrato curto e taxímetro ligado. Vamos ver qual vai ser, mas pro Santos liberar um jogador novo… Humpf, sei não.

******
A saída de Bernardo provocou diferentes reações no meu círculo de amigos vascaínos e também nos comentários aqui do site. Particularmente acho que o Vasco não está em momento de prescindir de um jogador como ele que, se não é um gênio, pelo menos já mostrou qualidades com a camisa cruz-maltina que nenhum outro jogador titular conseguiu e, principalmente, tem um espírito de liderança e carisma que tanto falta ao grupo atual. Sangue nos olhos, determinação e brio. Totalmente desregulado e irregular, é verdade. Quando abrimos mão dele na Libertadores de 2012 não achei tão grave, mas agora me parece bem pior.

******
Ainda não li a entrevista de Roberto Dinamite para a Placar, mas a julgar pelas aspas que já vi citadas por aí, foi mais um papelão desse senhor que, tal como Pelé, calado era um poeta. “Bobo eu não sou“, teria dito ele. Realmente, ninguém tem a vida política que ele construiu sendo “bobo”. Agora, entre não ser bobo e ter alguma competência, vai uma distância tão grande, mais tão grande, que em seis anos, Dinamite não conseguiu nem começar a percorrer.

Vão passar 50 anos e continuarão dizendo que o Roberto rebaixou o Vasco. Mas será que fui eu mesmo? Futebol é um processo coletivo.” Sim, foi você quem rebaixou em 2013. E junto com Eurico Miranda rebaixou em 2008 – apesar de ter menos culpa na primeira vez. Futebol é um processo coletivo, do qual este senhor era o líder do coletivo. Foi ele quem desconstruiu todo o ambiente criado pelos profissionais que montaram a chapa para elegê-lo e que conseguiram dar uma organizada na casa a partir de 2009, indo até o título da Copa do Brasil. Foi ele quem esvaziou o trabalho deste coletivo que deu título, para enfiar o pé pelas mãos em todas as áreas do clube, colocar uma dezena de amadores em posições estratégicas, por conta de amizades e puxa-saquismos. Transformou o clube num cabide de emprego e o resultado é esse. Vão passar 50 anos e vão continuar dizendo, com razão, que você rebaixou o Vasco e que quando foi para a Portuguesa em 1989, o Vasco voltou a ser campeão brasileiro. Sim, vão dizer. E é verdade. Plantou, colheu.

Uma das conquistas que tive foi recuperar o respeito da instituição Vasco da Gama“. Jura que ele falou isso?! Respeito de quem?! Rebaixamento de valores de cota de TV, patrocínios de marcas incipientes e dependência do apoio do governador para atrair investidores para o clube, jogadores que largam o time quando bem decidem, Celso Barros e Cruzeiro tiram jogadores do Vasco em troca de esmolas, perde-se o maior ídolo do clube em anos numa transação pequena para um clube menor, que com um mínimo de organização, saiu de quase rebaixado em 2011 para campeão brasileiro em 2013. Enquanto isso, o Vasco saiu de quase campeão brasileiro em 2011 para rebaixado em 2013, com requintes de crueldade, com a destruição à imagem do clube numa selvageria em Joinville. O patrocinador dizendo que preferia o Vasco na segunda divisão para aparecer mais e, em seguida, quando o clube é rebaixado, este mesmo patrocinador avisa que está saindo fora, para no momento seguinte, a nossa diretoria em vez de exigir respeito, dizer que vai procurá-los para tentar um acordo. Como assim?! Aonde está o respeito que este senhor fala?! A Federação do Estado dança na cara do Vasco, integrantes de comissões de arbitragem já falaram da falta de força política do clube nos bastidores, o time é prejudicado recorrente e descaradamente por esses mesmos árbitros… E enquanto isso, já tivemos ouvir presidentes de outros clubes se queixarem que marcavam reunião na federação e Roberto deixava todos esperando por duas horas, sem dar satisfação a ninguém e quando chegava agia como se nada tivesse acontecido – prática, esta, useira e vezeira do mandatário cruz-maltino com os mais diversos níveis de profissionais. Respeito dá-se a quem tem, já diria o ditado. E enquanto presidente, Roberto Dinamite não ajudou em nada o Vasco a ter o devido respeito de volta.

Dinamite tem um único mérito, sim. Reabriu o Vasco a todos os vascaínos. Acabou com a noção feudal que Eurico Miranda vinha impondo ao clube, como se fosse dono de uma história centenária e do patrimônio construído ao longo deste tempo. Isso é de extrema importância simbólica e histórica para o clube. Porém, Roberto, o Vasco é tão maior, que isso que você fez era só obrigação. Não é um mérito. O fato é que tanto ele quanto Eurico Miranda foram péssimos presidentes para a história do clube e são diretamente responsáveis por tudo o que vivemos hoje.

O atual presidente do Vasco continua achando que o mundo é o seu círculo de bajuladores, como todo político profissional. Eurico também é assim. E desta forma, nós temos que aproveitar hoje para voltar a São Januário numa competição de primeiro nível, porque no fim de semana os portões já estarão fechados novamente e nosso torneio será a “respeitosa” segunda divisão. E pensar que se hoje já tá ruim, as coisas ainda podem regredir nas próximas eleições.