Corinthians é pressionado a reduzir benefícios de sócio-torcedor em arena

Leia o post original por Perrone

A expectativa pela inauguração do estádio corintiano transformou o programa de sócio-torcedor do clube num dos campeões de queixas na ouvidoria alvinegra.

Quem não participa do Fiel Torcedor teme ficar sem ingressos, já que os mais assíduos terão prioridade na compra, como já acontece no Pacaembu. Acontece que a procura por bilhetes será maior agora por causa da ansiedade dos corintianos para conhecer a nova casa. O problema aumenta porque o primeiro evento aberto aos torcedores, uma partida entre ex-jogadores, neste sábado, será apenas para 20 mil torcedores, dificultando ainda mais a compra por parte dos que não aderiram ao plano de fidelidade.

A situação gera forte pressão sobre a diretoria para que ela diminua o privilégio dos sócios-torcedores. Associados do clube que não participam do programa de fidelidade querem direitos iguais. Um dos argumentos é o de que nenhum torcedor pode ser excluído dos jogos do time.

Vozes quase solitárias na diretoria defendem pelo menos que seja estudada uma maneira de garantir a todos os torcedores uma parcela dos bilhetes.

Mas o pensamento predominante é o de que o programa precisa ser incentivado com os benefícios a quem vai mais aos jogos. Os defensores do sistema atual alegam que ninguém será excluído, pois todos terão chance de ir aos jogos. A diferença é de que aqueles que não são sócios-torcedores não poderão escolher as suas partidas, terão que ir nas que sobrarem ingressos.

Com as arquibancadas provisórias, que devem ficar um ano e meio instaladas, a capacidade do estádio será de aproximadamente 60 mil lugares, quantidade inferior à de sócios-torcedores adimplentes (a diretoria não revela quantos associados tem no programa). Em tese, sobraria uma carga confortável de bilhetes para os demais. Porém, não nos espaços mais baratos. Daí a chiadeira. Além disso, o Fiel Torcedor, em queda nos últimos anos, pode ganhar força com o estádio.

Não é demais registrar que o Estatuto do Torcedor fala na obrigatoriedade de os ingressos serem vendidos em cinco postos diferentes.

Preços

Os ingressos deste sábado custarão R$ 50 para o setor leste superior, R$ 90 reais para o leste inferior e R$ 150 para o oeste inferior. Os torcedores mais assíduos têm 30% de desconto e, nesta partida, podem escolher assentos independentemente de seus planos. As arquibandas atrás dos gols e as provisórias, ainda não concluídas, não serão usadas.