OPINIÃO: São Paulo 1×1 Corinthians

Leia o post original por daniel perrone


Nação do Maior do Mundo;

Muita marcação, algum nervosismo e dois gols marcaram o empate entre São Paulo e Corinthians na Arena Barueri, local marcado eternamente seu na memória de são-paulinos (e corinthianos) pelo gol de número cem do goleiro mais espetacular da história. Com o empate as duas equipes comemoram o fato de ainda não terem derrotas no torneio, mas faltou um pouco mais de futebol.

O primeiro tempo foi esquisito. Muita disputa pelo meio-campo e jogadores irritados, a ponto de quase saírem no braço em campo. E nada de futebol durante 35 minutos. Somente nos momentos finais houve emoção. Uma bola corinthiana na grande área espetacularmente defendida pelo MITO das traves, um chutaço de Ganso e um de Osvaldo salvaram o primeiro tempo de um desastre completo.

Veio a segunda etapa e de cara o gol do adversário, em uma falha coletiva de defesa. O desafio era furar a retranca até de certa forma covarde de Mano Menezes em menos de 45 minutos. Muricy adiantou a marcação, mudou peças e o São Paulo foi para cima. A equipe sofreu riscos no setor defensivo mas conseguiu vazar as redes de Cássio com um golaço de Luis Fabiano. Foi um grande segundo tempo dos comandados de Muricy, que não se abateram com o gol tomado.

Fim de jogo e a constatação: Não dá para falar que essa equipe não tem garra. Os jogadores são guerreiros e não desistem de um placar adverso. Vimos isso neste domingo e diante o Cruzeiro, em Minas Gerais. Dedicação faz muito bem ao ego do torcedor são-paulino e o grupo tem que ser valorizado por isso. Por outro lado, o resultado mais uma vez não agradou. Dois empates em casa é prejuízo num torneio de pontos corridos, o que faz o time ter que ganhar ao menos um dos dois difíceis jogos fora de casa (Fluminense e Flamengo) para não se desgarrar do primeiro pelotão.

PS: Estou em viagem e não vi os bastidores do pós jogo, por isso não posso opinar sobre o entrevero entre Muricy e Boschilia nem mesmo as explicações do técnico após o jogo.

Saudações Tricolores!

Nota dos principais personagens do jogo:

Rogério Ceni Espetacular ao defender a “bola do jogo”. Nota DEZ!

Luiz Ricardo Apoiou com frequência mas não marca ninguém. Nota: 5,0

Rodrigo Caio Partida de regular para boa. Nota: 6,0

Antônio Carlos Atuou desprotegido na segunda etapa mas não falhou. Nota: 6,5

Alvaro Pereira Hoje sua atuação foi fraca no ataque. Nota: 5,0

Souza Um leão no meio-campo. Nota: 7,5

Maicon Marcou bem e deu alguns bons passes, mas continua tocando muito de lado. Nota: 6,0

PH Ganso Bem mais participativo e com uma assistência decisiva. Deu o passe para o gol e foi autor de um chutão defendido por Cássio. Nota: 9,0

Osvaldo Muito passe errado, pouca marcação e um gol perdido. Nota: 4,5

Ademílson Sumido em campo. Nota: 4,0

Luis Fabiano Apesar das várias ocasiões em impedimento, sempre foi a melhor opção ofensiva da equipe durante todo o jogo. O passe de Ganso foi magistral, mas o grande mérito do empate foi da raça dele, que se antecipou ao zagueiro e marcou um golaço importante. Nota DEZ!

Pabón e Boschilia Entraram muito bem e injetaram ânimo e velocidade ao time. Nota: 6,5

Muricy O time foi a sua cara na segunda etapa: Aguerrido. É assim que o torcedor gosta. Mas tem que dar um jeito no meio de campo, que com três atacantes está sempre perdendo do meio dos adversários e deixando a defesa muito desguarnecida. Mexeu bem no jogo. Nota: 7,5

PS: Tricolor, se você não compactua com as opiniões emitidas no texto ou com a opinião de outros torcedores seja educado no modo de se expressar. Aqui não é área de criança. Mensagens em desordem com o andamento do blog serão moderadas. abs!

Me siga no Twitter: http://twitter.com/danielperrone
Curta a Fan Page: http://facebook.com/danielperronespfc
Instagram: http://instagram.com/danielperrone

Opine, palpite, participe do Blog do Maior do Mundo!