Pitacos – O dia em que a tática empatou com a técnica

Leia o post original por Neto

pitacos5A rodada do Brasileirão começou com a vitória do Palmeiras diante do Goiás no Pacaembu. Vi os gols e apesar do resultado ser extremamente positivo pela fase que o clube vive, continuo afirmando que esse time ficou fraco demais com a saída de alguns jogadores. Nenhum técnico vai fazer milagre! Ou o presidente Paulo Nobre contrata ou o Verdão é um seríssimo candidato ao rebaixamento. No sabadão ainda rolou a boa vitória do Inter pra cima do Atlético/PR (os colorados pra mim vão chegar longe) e o Botafogo, que parece ter deixado a crise profunda com essa baita goleada de 6 a 0 pra cima do Criciúma. Ah, e com dois gols do Emerson Sheik! Que coisa essa repentina melhora dele, viu?

Já neste domingo estive acompanhando de perto o clássico do São Paulo contra o Corinthians em Barueri e fiquei impressionado de ver o volume de jogo. A bola não parava um minuto sequer. Corre corre danado. O técnico Mano Menezes soube encaixar seu estilo tático mais defensivo e por pouco não deixa o estádio com a vitória. Teve praticamente o domínio da bola e deixou poucos espaços para o Tricolor. O problema é que depois de marcar o primeiro gol armou uma retranca danada e trouxe a equipe do Muricy pra cima. Não deu outra: a qualidade do Ganso e do Luis Fabiano deram o empate ao Tricolor. A igualdade acabou não sendo tão ruim aos corintianos que continuam invictos e na ponta da tabela. Já o São Paulo perde a chance de subir para o G-4. Foi literalmente o dia em que a tática defensiva corintiana empatou com a técnica apurada dos são-paulinos.

No clássico do Rio o bom Fluminense não deu chances para o Flamengo e venceu com certa tranquilidade. Pra falar a verdade esse time das Laranjeiras, apesar de contestado pelo rolo do STJD do ano passado, tem um baita elenco. Vai brigar pelo título até o final. Em contrapartida o rubro-negro é bem mais ou menos. Em Minas os reservas do Cruzeiro bem que tentaram, mas não conseguiram superar o Atlético. É verdade que o Galo está abalado com a eliminação na Libertadores. Poxa vida! Mas agora isso é passado. É hora de levantar a cabeça e seguir em frente. No Sul o argentino Barcos vem desencantando e marcando muitos gols pelo Grêmio. Dessa vez ele anotou os dois da vitória dos gaúchos diante do Chapecoense. Aliás, os catarinenses se continuarem nessa pegada fraca vão voltar rapidinho para a Segundona.