Problema do Inter continua sendo a defesa

Leia o post original por Pedro Ernesto

A vitória do Inter sobre o Atlético-PR, conjugada com outros resultados, deu ao time de Abel Braga a liderança do Brasileirão. Não foi um jogo fácil, apesar da intensidade dos colorados. O Furacão se propôs a defender e saiu sempre em alta velocidade no contra-ataque, levando perigo a Dida. Alan Patrick foi o grande nome do jogo. Foi dele a jogada para o primeiro gol, de D’Alessandro, e é dele o segundo, um golaço. Os quatro meias colorados mostraram toda a força e a categoria que têm.

O problema continua sendo a defesa. O Inter só tem um volante e se mostra vulnerável nas jogadas mais agudas dos adversários. Mas é a maneira que Abel encontrou para montar o time. O que pode se dizer é que a liderança isolada da competição justifica o pensamento do técnico e a forma como coloca a equipe em campo.

Teste Fifa
Quase tudo funciona muito bem no Beira-Rio. Mas alguns pontos precisam ser modificados com urgência. Começa pelo entorno do estádio, que segue um lixo. Tem aterros que devem ser removidos para que a prefeitura coloque o piso. O Inter empurra para a Andrade Gutierrez, que devolve para o Inter. Houve muitas reclamações, principalmente no portão 2, onde uma centena de pessoas só acessou o estádio no segundo tempo. A equipe montada pela Fifa precisa de mais intimidade com o estádio. As informações ainda estão desencontradas. A telefonia é um absurdo. As operadores precisam resolver logo essa questão.

Campanha
Levando-se em conta que o Grêmio, em quatro jogos, só teve um na Arena, a campanha é maravilhosa. Ontem, fez o que deveria. Ganhou da Chapecoense, um dos piores times do campeonato, fora de casa. Barcos voltou a ser, finalmente, o centroavante do qual o time precisa. Fez dois gols, sendo o segundo  uma pintura pela categoria. Na sequência, o Grêmio tem dois jogos em casa. O primeiro é contra o Fluminense, vice-líder. Ao lado da torcida, a equipe pode marcar mais seis pontos e se aproximar ainda mais da liderança.

É demais
A Rádio gaúcha prepara a maior cobertura de rádio na Copa. Será uma equipe acompanhando a Seleção Brasileira, outra no Rio, no IBC (International Broadcasting Center), o centro de transmissões da Copa, e mais uma equipe para os cinco jogos em Porto Alegre. Nas demais sedes, teremos repórter acompanhando os jogos. Onde houver um jogo do Mundial estará um repórter da Gaúcha. Tenho convicção de que os ouvintes ficarão maravilhados com o tamanho e a qualidade do nosso trabalho.