Hora de tirar o pé ou deixa nas mãos de Deus?

Leia o post original por Neto

Jô se machucou no Galo e tem se poupado para a Copa

Jô se machucou no Galo e tem se poupado para a Copa

Nunca fui muito de acreditar nessas coisas de sorte ou azar. Pra mim tudo já está reservado por Deus e não tem o que discutir. Nesse momento decisivo que antecede uma Copa do Mundo fico pensando se a boleirada não tira o pé de propósito de uma  jogadas mais dura pra evitar um problema maior. De repente um corte inesperado. Cansei de ver caras se machucando e sendo substituídos pouco antes dos Mundiais. O Careca em 82 foi assim. O mesmo aconteceu com o Romário em 98. Os dois se lesionaram durante os jogos. Em contrapartida o Emerson em 2002 teve uma grave lesão no ombro brincando em um simples rachão. O que comprova um pouco minha teoria.

Mas agora tenho visto a galera brasileira meio ligada nessa história. Boa parte dos jogadores convocados pelo Felipão tem feito um trabalho especial em seus clubes e evitado exageros. Neymar, por exemplo, esta alguns jogos de fora do time do Barcelona por causa de um problema no pé direito. Deve estar presente contra o Atlético de Madrid na última rodada do Espanhol e só. Depois foco total na Copa. O meia Oscar a mesma coisa. Ficou no banco nos duelos decisivos do Chelsea pela Liga dos Campeões com o único objetivo de estar 100% para servir a Seleção. Nada de forçar.

Até pra não acontecer o que aconteceu com o atleticano Jô. O cara teve um estiramento no ligamento colateral medial do joelho direito. O nome desse troço é tão longo que preocupa só de ler e ouvir. Até o chileno Valdívia resolveu abandonar o Palmeiras nos jogos restantes do Brasileiro e na Copa do Brasil para se apresentar à Seleção de seu País. Agora a pergunta que deixo no ar é a seguinte: vale diminuir o ritmo para estar inteiro fisicamente na Copa? Ou segue na mesma pegada, honra seu clube (que é quem paga os salários dos atletas) e deixa nas mãos de Deus!??? É um caso pra se pensar…