Para compensar arrecadação menor, Corinthians quer empréstimo de R$ 90 mi

Leia o post original por Perrone

 

Até agora o Corinthians arrecadou em 2014 menos do que deveria ter obtido de acordo com sua previsão orçamentária. Tal situação faz a diretoria já planejar um empréstimo de até R$ 90 milhões para serem usados no pagamento de  contas até fevereiro do ano que vem. E, eventualmente, para ajudar a bancar contratações na atual temporada.

Por isso, a direção pedirá autorização ao Cori (Conselho de Orientação), no próximo dia 20, para pegar R$ 90 milhões emprestados (veja a convocação da reunião ao final do post).

Entre os problemas está a ausência de patrocinadores no ombro e no calção do time. O orçamento previa uma receita de R$ 54.117.600 com patrocínio no uniforme em 2014. Porém, até o quinto mês do ano, o alvinegro não lucrou com a comercialização do ombro e do calção. O principal anunciante na camisa corintiana, a Caixa, paga cerca de R$ 31,5 milhões. Há ainda acordos com Fisk e Tim, mas os valores não são confirmados pela diretoria.

O clube chegou a conseguir um patrocinador para o ombro, a CityLar, empresa do Mato Grosso. Mas a notícia sobre o trato fez a firma ser pressionada em casa por não investir na região, o que deixou a negociação emperrada.

A previsão orçamentária alvinegra também registra uma receita de bilheteria no valor de R$ 12 milhões neste ano. Novos cálculos reduziram a expectativa pela metade. Essa quantia é referente ao que sobrar da arrecadação nos jogos em Itaquera depois de ser reservado o montante para o pagamento da construção (isso se sobrar algo).

Um dos destinos do dinheiro gerado pela nova operação bancária será pagar cerca de R$ 30 milhões de empréstimos que vencem em 2014.

Apesar de pedir autorização para levantar R$ 90 milhões, a direção calcula que com R$ 70 milhões consiga resolver seus problemas imediatos. Assim, pode pegar menos dinheiro do que o montante estabelecido no pedido de autorização.

Para a cúpula do clube, a situação está controlada. Mas os conselheiros que souberam do novo empréstimo dispararam críticas contra a diretoria. Lembram que recentemente autorizaram um financiamento de até R$ 350 milhões para honrar compromissos relativos a construção do estádio de Itaquera.

Veja abaixo cópia da ata de convocação da reunião sobre o novo empréstimo.

 

 

 

Convocação para reunião sobre empréstimo de R$ 90 milhões

Convocação para reunião sobre empréstimo de R$ 90 milhões