Palmeiras define candidatos a técnico e parte para “fase dois”

Leia o post original por blogdoboleiro

Os dirigentes do Palmeiras começaram a “fase dois” do processo de contratação do novo técnico. Assim mesmo, com esta definição. Na prática, isto significa que agora eles vão conversar com os treinadores que ainda estão na mira para discutir forma de trabalho e salários. Os candidatos já sabem que o clube vai oferecer quantias abaixo do que o mercado costuma pagar.

Nas consultas dos últimos dias, houve uma desistência: o ex-lateral palmeirense Arce disse que estava feliz em ser lembrado, mas que tinha um compromisso com o Cerro Portenho. “Eu montei o grupo atual. Não posso sair”, afirmou. Ney Franco nem chegou a ser consultado. Antes disso, acertou as saída do Vitória e foi parar no Flamengo.

Vanderlei Luxemburgo é o preferido do presidente Paulo Nobre. Ou era. O treinador, que já ganhou o Campeonato Brasileiro em cinco ocasiões, deixou de ser o primeiro da lista. Dois outros técnicos estão na frente da fila: Dorival Jr. e o argentino Ricardo Gareca, ex-Velez Sarsfield. Este segundo estaria negociando também com o Racing. Mas recebia cerca de 50 mil dólares por mês e se encaixa no perfil do Palmeiras.

A ideia é acelerar as conversas nos próximos dias. Até aqui, o interino Alberto Valentim tem vencido os jogos que disputou (3 a 0 sobre o Sampaio Correa e  2 a 0 em cima do Goiás). Vai dando um alívio na pressão que a torcida poderia exercer se o time continuasse perdendo. Mas não vai ser efetivado e o novo treinador deve sair até o início da próxima semana.