Torcedor colorado, não ache que o jogo contra o Coritiba será fácil

Leia o post original por Pedro Ernesto

Não vá o torcedor entender que, pelo fato de o Coritiba não ter ganho ainda no Campeonato Brasileiro, ele será um adversário fácil de ser enfrentado. Dizia-se o mesmo do Criciúma. Mesmo que o time catarinense ficasse com dez jogadores no segundo tempo, o Inter não conseguiu a vitória que esperava.

O Coritiba tem Celso Roth. Ele sabe os defeitos e as virtudes do time do Inter. Deverá enfrentar o time de Abel Braga com grandeza. Já o fez contra o Cruzeiro, no sábado passado, e poderia ter obtido um resultado pouco melhor do que a derrota por 3 a 2.

Não se deve brincar com esse homem. Além disso, o Inter tem cinco desfalques importantes. Vai jogar na casa do adversário com time misto. Não se iludam, torcedores colorados: o jogo não é fácil.

Alfredo Jaconi

O Grêmio sobe a Serra para enfrentar o Botafogo. O time carioca é um perfeito eletrocardiograma. É capaz de fazer seis a zero no Criciúma num dia e perder para o Goiás no outro. Mas o time tem bons jogadores e Vagner Mancini é um bom treinador.

O alfredo Jaconi será a casa do Grêmio, no impedimento na Arena. Espero vê-lo lotado de gremistas para confimar uma campanha que está melhor do que todos esperavam. Não dá para perder esta oportunidade.

Coberturas

Fizemos ontem à tarde uma reunião com 60 profissionais da RBS e nossos diretores para marcar o início da cobertura da Copa do Mundo em todos os veículos e plataformas. Com a experiência de estar indo para a décima participação em Copas do Mundo na minha vida, afirmo que nenhuma empresa de comunicação do mundo fez uma cobertura tão completa quanto a Rádio Gaúcha vai fazer.

Estaremos em todos os jogos, em todas as sedes, ao lado de todas as seleções. E onde a bola rolar, estará um repórter da Gaúcha. Confesso o meu orgulho e a minha certeza que entregaremos ao povo gaúcho, pela Rádio Gaúcha e pela Rede Gaúcha Sat, uma cobertura que vai marcar a história do rádio brasileiro e mundial.

É demais

Em Abu DHabi, a RBS conseguiu montar uma estrutura de fazer inveja a qualquer empresa do mundo. Todos os torcedores colorados que estavam lá recebiam, às 8h, uma edição da ZH no seu hotel. Todos os torcedores receberam rádios, que foram entregues pela Rádio Gaúcha para poder e ouvir nossa transmissão em função de uma contratação de FM daquele país.

O mundo nunca tinha visto nada parecido. Grandes coberturas nos acompanharam ao longo da história recente. Mas esta da Copa do Mundo, com 60 profissionais, será outra vez um marco importante da história de grandeza da nossa RBS.