Se chegar oferta forte por Ganso, SPFC promete tentar comprar parte da DIS

Leia o post original por Perrone

Encantada com o desempenho de Ganso no Brasileiro, a diretoria do São Paulo promete buscar investidores para comprar os 68% dos direitos econômicos do jogador que pertencem ao Grupo DIS. Isso se aparecer alguém interessado em pagar mais do que 25 milhões de euros por ele.

De acordo com Ataíde Gil Guerreiro, vice de futebol do São Paulo, caso chegue uma proposta superior a 25 milhões de euros e a DIS queira vender o atleta, o clube do Morumbi só poderá manter Ganso se comprar a parte da parceira pelo valor correspondente ao ofertado.

“Mas, se isso acontecer, vou correr atrás de patrocinador, disso, daquilo, porque Ganso é muito importante para a gente vencer o Brasileiro. Sei que é difícil conseguir tanto dinheiro, mas vou tentar viabilizar uma maneira de ficarmos com 100% dos direitos dele, caso isso seja necessário para manter o jogador. Nesse momento, estou sendo imediatista porque o Ganso é importante para sermos campeões, mas tenho certeza que no futuro ele vai valer mais ainda”, declarou Guerreiro.

Na hipótese de precisar cobrir uma proposta pelo meia, o São Paulo teria que desembolsar pelo menos 17 milhões de euros. Em janeiro, ainda sob o comando de Juvenal Juvêncio, o clube se recusou a comprar mais 10% dos direitos de Ganso por R$ 5 milhões. Na ocasião, alegou que o contrato com a DIS previa essa compra apenas se o meia atuasse em 70% dos jogos da equipe até janeiro. Pelas contas são-paulinas isso não ocorreu. A parceira, no entanto, discorda.

Nesta quinta, os cartolas tricolores ficaram aliviados após o Napoli negar que tenha feito uma oferta para a DIS a fim de contratar Ganso. Apesar da preocupação, afirmam desconhecer propostas pelo jogador.